Albuquerque foi ao aniversário dos portos alertar que a mudança da Madeira fez-se com governos de base parlamentar alargada

Albuquerque40anosPortosMadeira19ago

Albuquerque portos 2
Nos 40 anos dos portos, foram oradores Alberto João Jardim, ex- presidente do Governo, Miguel de Sousa, que teve a pasta dos transportes e Duarte Gomes, que foi diretor regional de portos.

O presidente do Governo Regional considerou que a conquista da Autonomia está ainda em causa nos dias de hoje. As declarações foram proferidas, esta segunda-feira, no âmbito das comemorações dos 40 anos dos portos da Madeira, considerando o trabalho nestas infraestruturas como determinante.

Miguel Albuquerque lembrou que quando falamos da regionalização dos portos estamos a falar, direta ou indiretamente, da Autonomia. Fez a comparação do passado e do presente, do abandono a que a Madeira estava votada e de um novo tempo em que os madeirenses passaram a tomar as suas decisões.

Para o presidente do Governo, um dos pontos chave da mudança da Madeira foi a existência de estabilidade, sem perdas de tempo, adiamentos e sem ruturas revolucionárias. A mudança foi feita por governos com uma base parlamentar alargada”.