Regressados da Venezuela já passam dos 8 mil e Albuquerque garante total apoio a quem quiser voltar

Albuquerque Forum Global 2
Miguel Albuquerque também está prepocupado com a comunidade no Reino Unido e o “Brexit”, revelando que irá fazer uma visita de três dias a Jersey.

Albuquerque Forum GlobalO presidente do Governo Regional foi à abertura do Forum Madeira Global assumir o compromisso da Madeira para com as comunidades. Venezuela e Reino Unido mereceram, da parte de Miguel Albuquerque, uma atenção especial, num caso pelo regresso  à Região, que já vai em 8 mil, no outro caso a saída do Reino Unido da União Europeia e apoio à comunidade madeirense ali radicada.

A IV edição deste Forum, que decorre no Savoy Palace, é promovida pelo Governo Regional, através da Secretaria Regional de Educação, é dedicada ao tema da participação política nos países de acolhimento e em Portugal.

O programa inclui ainda o II Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora, que decorre amanhã, também com a presença de Miguel Albuquerque na abertura. E o presidente do Governo, hoje, considerou que a questão relacionada com as comunidades vai muito além dos partidos. Hoje, temos um cenário diferente no quadro da nossa Diáspora, que é um desafio importantíssimo de consolidar as ligações às terceiras, quartas e quintas gerações. Não será apenas um desafio linguístico e afetivo, mas um desafio que exige da nossa parte a inteligência de manter vivas as ligações à matriz da Pátria comum. É um trabalho que estamos a concretizar e dar continuidade, esta iniciativa é uma forma de fazê-lo”.

Albuquerque abordou duas situações que, em sua opinião, exigem perspicácia e atenção. A primeira, “a forma exemplar como temos acolhido, sem qualquer problema e complexo, os nossos conterrêneos que têm regressado da Venezuela, em situação de grandes problemas. Isto deve ser louvado e enaltecido neste Forum. Temos mais de 8 mil pessoas que regressaram da Venezuela e que estão em vias de plena integração, a demonstração que esta ligação à Diáspora não é de grandes discursos, mas de prática. E queria dizer que, da parte do meu governo, vamos continuar a apoiar e a fazer tudo para que a comunidade e os regressados da venezuela se sintam em casa. A nossa política continuará a ser de acolher, sem qualquer discriminação, sem qualquer obstáculo. Esta nossa terra é a terra da nossa comunidade. Estão, de facto em casa”.

A segunda questão é a situação no Reino Unido, quando estive junto da comunidade assumi o compromisso de abrir um balcão do “Brexit”, que está a funcionar bem e em duas semanas já registou mais de 160 atendimentos. Não sabemos o que vai acontecer, o atual líder dos conservadores diz que quer sair o mais rápido possível, temos que estar preparados para tudo. Mas há o compromisso do meu Governo para acompanhar de perto as nossas comunidades”.

O presidente do Governo Regional disse que a saída do Reino Unido da UE vai mudar a Europa, mas também referiu não acreditar que ocorra uma saída abrupta, aproveitando o momento para anunciar uma deslocação que irá fazer de três dias a Jersey.

Criado pelo Decreto Legislativo 5/2016, de 3 de fevereiro, o Fórum Madeira Global tem como objetivo dotar as comunidades madeirenses de uma maior capacidade de assessorar o Governo Regional na definição da sua política para o setor, dando, desta forma, voz às comunidades madeirenses e aprofundado os laços que unem os madeirenses, independentemente do local onde residem.