Regata das Desertas com largada sábado entre Santa Cruz e Machico

Regata apresnetação APRES REGATA MEO 002Pelo quinto ano consecutivo, a Regata Meo volta a ser organizada no concelho de Machico. Aquela que é a 11ª edição tem prevista largada para o próximo sábado, 15 de junho, pelas 10.30 horas, no campo de regatas compreendido entre Santa Cruz e Machico, com a boia de rondagem nas ilhas Desertas. A distância a percorrer está na ordem das 29 milhas.

O evento é organizado pelo Naval, com a Associação Regional de Vela da Madeira, como autoridade organizadora sendo a 4ª Prova da Taça da Madeira de Cruzeiros. A organização prevê a participação de 8 embarcações no total aproximado de meia centena de participantes, entre armadores e tripulações.

Segundo uma nota enviada à comunicação social, “por forma a envolver os mais jovens no evento, será realizado o VI Troféu Miguel Viveiros, na modalidade de Windsurf para colorir a baía de Machico, local que viu nascer esta modalidade.  A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30 no Porto de Recreio de Machico”.

A “Regata das Desertas”, como é mais conhecida entre os velejadores da região,  é organizada pelo CNF há mais de 5 décadas, fazendo assim “parte da história do clube e da própria história da vela regional na Madeira”, referiu  Marcelo Melim, representante da entidade organizadora.  “Terra de bons ventos” como caraterizou o presidente da Câmara Municipal de Machico, concluindo que “esta é uma prova que dignifica as atividades náuticas e valoriza a baía”.

Para Jorge Sequeira, a presença da ALTICE na sociedade madeirense é fundamental pelo que, a marca faz questão de “associar-se às diversas atividades da ilha através deste tipo de parcerias, como o caso do Clube Naval do Funchal, uma parceria com mais de 20 anos e muito bem traduzida desde há vários anos a esta parte com a realização desta regata”.

No evento de apresentação da mais antiga regata de cruzeiro realizada na Madeira, esteve presente o edil deste município, Ricardo Franco, o administrador da ALTICE – Madeira, Jorge Sequeira, o vice-comodoro do CNF, Marcelo Melim e do empresário Miguel Viveiros.