“Santana Vertical Kilometer” termina com empate técnico nos masculinos, surpresa nos femininos com vitória madeirense

Santana VerticalA iniciativa Santana Vertical Kilometer 2019 termina com um empate técnico entre os atletas Caparros Camile e Daniel Osanz. Grande surpresa na categoria feminina, com a vitória da atleta madeirense Joana Soares.

Hoje, sexta-feira, 31 de maio, cerca de 115 atletas reuniram-se na Madeira, Portugal, para competir no Santana Vertical Kilometer (SVK), uma das provas mais rápidas e exigentes do evento Ultra Skyrunning Madeira (USM), com uma extensão de 4,8 quilômetros e 1003 metros de desnível positivo, segundo refere uma nota da oirganização.

Segundo a mesma informação, este ano, o Santana Vertical Kilometer teve dois vencedores na categoria masculina. O espanhol Daniel Osanz e o francês Caparros Camile partilham assim o pódio, resultado de terem obtido o mesmo tempo: ambos terminaram a prova em 41 minutos e 15 segundos. Por vários minutos houve alguma incerteza sobre o primeiro lugar, esta incerteza foi depois solucionada após uma reunião entre a direcção de prova, equipa de cronomentragem e árbitros da Federação Internacional de Slyrunning, em que decidiu-se pelo empate técnico entre os dois atletas, ambos em primeiro lugar. O terceiro lugar foi para o francês Gandolfi Benoit com uma diferença de 1 minuto 22 segundos.

Na categoria feminina, a madeirense Joana Soares surpreendeu, conseguindo o primeiro lugar com um tempo de 48 minutos e 3 segundos. O segundo melhor tempo foi o da francesa Jessica Pardin, 49 minutos e 12 segundos e o terceiro lugar foi ocupado pela espanhola Virginia Mesonero com um tempo de 51 minutos e 29 segundos.

O Santana Vertical Kilometer (SVK) é a única prova do circuito mundial que terá lugar em Portugal. A prova deste ano conta com o distintivo “BonusVK”; que dá ao vencedor mais 50% de pontos para o ranking.