Jovens dizem na Assembleia Municipal que querem bicicletas públicas na baixa do Funchal

O Executivo da Câmara Municipal do Funchal esteve presente, esta tarde, na 5ª sessão anual da Assembleia Municipal Jovem do Funchal, que decorreu nos Paços do Concelho. Esta é uma iniciativa criada pelo actual Executivo em 2015, que veio permitir que os jovens do 3º Ciclo do Ensino Básico possam apresentar propostas para a cidade, que são desenvolvidas nas respectivas escolas ao longo do ano.

A Assembleia Municipal Jovem é deliberativa e conta com um orçamento próprio de 10 mil euros para executar a proposta vencedora, que este ano pertenceu ao Externato da Apresentação de Maria, com o projecto “Tu Pedalas!”, que prevê uma plataforma para a disponibilização de bicicletas públicas nalguns pontos da Baixa do Funchal, informa a CMF. A proposta será agora avaliada e enquadrada à luz do PAMUS do Funchal e os alunos acompanharão a sua futura implementação.

Participaram, na edição deste ano, além da escola vencedora, a EB23 e Secundária Gonçalves Zarco, a EB23 Ângelo Augusto da Silva e a Escola Dr. Eduardo Brazão de Castro. A Assembleia Municipal Jovem do Funchal funciona exactamente no mesmo modelo de uma Assembleia Municipal normal, contando com a presença do Presidente da Câmara, do Presidente da Assembleia e de todos os vereadores. Os deputados são, neste caso, os representantes dos estabelecimentos de ensino envolvidos no projecto, que frequentem o 3º ciclo do Ensino Básico (dos 12 aos 16 anos), aos quais cabe apresentar e defender as propostas que trouxeram, votando finalmente na vencedora.

O presidente Paulo Cafôfo fez a abertura da sessão e enalteceu “a importância da participação política e de uma cidadania activa desde a juventude.” A todos os jovens presentes, referiu “que é fundamental ter opinião e ter uma voz, e que ser políticos não é mais do que influenciar o meio onde vivemos e contribuir para melhorá-lo”, pelo que agradeceu, em nome da autarquia, todas as propostas apresentadas, considerando que “estes contributos para a cidade serão muito valorizados.”

O edil salientou que as políticas ligadas à participação jovem são uma imagem de marca do actual Executivo e que estas foram decisivas para que o Funchal seja considerada uma “Cidade Amiga das Crianças” pela UNICEF: “a Assembleia Municipal Jovem foi criada para envolver a comunidade escolar na construção de uma cidade melhor e é uma extraordinária ferramenta para promover a cidadania activa junto dos jovens, em benefício de uma cidade pensada por todos e para todos.”