Primeira Lombada promete “serrar a velha” pela tradição

A tradição é para manter no sítio da Primeira Lombada, Ponta Delgada.

O sítio da Primeira Lombada, em Ponta Delgada, volta a celebrar o ritual da Serrada da Velha na próxima quarta-feira, 27 de Março, com concentração a partir das 20:00 horas nas imediações do Centro Comunitário da Primeira Lombada.

Como habitualmente, a comunidade realizará um cortejo satírico que percorrerá as principais artérias da freguesia, com paragens em locais estratégicos onde será lido o testamento da velha, um texto elaborado pelo comunidade local que enumera um conjunto de considerações de escárnio e mal dizer, muitas vezes dirrecionados a figuras conhecidas da freguesia ou mesmo com maior relevância nos panoramas sociais, económicos e/ou político regional ou até mesmo nacional. Após a realização do cortejo, a comunidade prossegue o convívio em torno da “velha” que acaba de ser “serrada”.

Segundo uma nota da organização, refere-se que “com prováveis origens nas reminiscências da tradição trovadoresca das cantigas de escárnio e maldizer, esta prática ancestral é conhecida há muito em todo o território português e ocorre ainda na actualidade representada em diversos locais ainda que possa variar a sua denominação ou métodos utilizados. A Serração da Velha, Serra a Velha (ou Serrada da Velha, como é vulgarmente designado em Ponta Delgada) “ é um costume já muito antigo de apupo às mulheres idosas, próprio da Quarta-feira da terceira semana da Quaresma.”. “É uma antiga tradição popular, integrada nos rituais de passagem, ligada ao simbolismo da regeneração e renovação, havendo uma multitude de leituras que podem ser feitas a partir desta prática: a crítica a tudo o que é velho e a sua destruição para dar lugar ao que é novo; tipo de celebração da “expulsão da morte”, que marca, no limiar da Primavera, o renascer do novo ano agrário; são várias as opiniões que a entendem como sendo a personificação do ano velho; relacionamento com a personificação da Quaresma, da qual marca o meio; a irreverência da Serração da Velha contrastante com a austeridade da Quaresma, sendo que aí está grande parte da sua força enquanto enquanto momento de crítica social; a Serração da Velha como um singular e incompreensível desaforo; como representação de um vestígio de um antigo acto mágico que consistia em expulsar o Inverno para ele não molestar os homens; claro ritual de crítica social onde a figura da velha resume os males do grupo, sendo a Serração da Velha uma celebração que consiste numa manifestação ruidosa, com intenção trocista e provocatória dirigida pela juventude masculina local contra as mulheres velhas.”

A mesa nota indica que “embora existam registos que indicam que a prática da Serrada da Velha ocorria também em outras localidades da região, segundo as informações recolhidas na década de 90 pela Associação Xarabanda e corroboradas pelo trabalho mais recentemente levado a cabo no âmbito do projecto Brincos de Ponta pela Associação ACANGA, o sítio da Primeira Lombada, na Ponta Delgada, é a única localidade da Madeira que mantém esta prática”.