Filipe Sousa esclarece que DECO está na Madeira a convite da Câmara de Santa Cruz

Filipe Sousa assina o protocolo com a DECO

A Câmara Municipal de Santa Cruz emitiu hoje um comunicado sobre o que considera “notícias até agora divulgadas, que podem induzir a população em erro, até pelo protagonismo que assumiu a representante do Governo Regional” referindo que “a vinda para a Madeira da Delegação da DECO deveu-se, única e exclusivamente, ao convite feito pela Câmara Municipal de Santa Cruz”

Aponta o esclarecimento que “a nossa vontade na instalação daquela delegação na Loja do Munícipe do Caniço foi ao encontro da vontade da DECO em se estabelecer na Madeira Para o efeito, a autarquia disponibilizou um espaço na sua Loja do Munícipe, disponibilizando também, de forma gratuita, a eletricidade, a água e os serviços de limpeza. Esta opção prende-se com a circunstância de acreditarmos que esta é uma mais valia para a população nos seus conflitos de consumo e também para uma verdadeira e necessária educação para o consumo”.

Sublinha a Autarquia de Santa Cruz que “deste modo, e ao contrário do que parece que foi veiculado, o Governo Regional não desempenhou qualquer papel na instalação daquela delegação. Aliás, o Governo Regional foi a primeira entidade a ser convidada para instalar alguns dos seus serviços na Loja do Munícipe, nomeadamente o Serviço de Finanças. Mas nem a gratuitidade da nossa oferta fez com que o interesse público suplantasse eventuais constrangimentos que caráter político partidário.

E termina acentuando que “este esclarecimento é feito sobretudo em nome de todos os que, no Município de Santa Cruz, deram o seu trabalho profissionalismo e esforço para a abertura daquele espaço. Não podemos, por isso permitir usurpações indevidas”.