Festival Regional de Teatro no “Liceu” com sala lotada para homenagem à emigração e Broadway

Fotos DR.

O penúltimo dia do Festival de Teatro Escolar, 14 de março,  com casa lotada, contou  pelas dez horas com uma das estreias: o grupo Pollés Máskes, da ES23 Dr. Alfredo Ferreira Nóbrega Júnior. O grupo trouxe o texto “O Homem de Ferro”, adaptação da obra homónima de Ted Hughes. Na sinopse: “Um monstro construído de ferro, com ar assustador, trava uma relação de amizade com uma criança e, de personagem hedionda entre os homens, passa de destruidor para apaziguador, ecológico e construtor de paz.

De seguida, a Artemotion apresentou um espetáculo de teatro musical, onde se  procura congregar a dança, a interpretação e o teatro “Broadway, here I come”.  Este trabalho coletivo de professores e alunos encena a audição de jovens atores que ambicionam vingar na Broadway.

Pelas doze horas, foi apresentado o trabalho “Poesia | Mente”, do Núcleo de Teatro do Sol, com vários poetas lusófonos. Este trabalho é uma performance teatral com vários textos poéticos.

No turno da tarde, com “Era uma vez na Madeira”, o grupo da EBS de Santa Cruz trouxe a temática da emigração, pondo em cena vários filhos de emigrantes que regressam à Ilha da Madeira. Esta viagem é pretexto para rever costumes, tradições, a gastronomia, o vestuário, os transportes tradicionais, as músicas e o artesanato do tempo dos nossos avós.

Com a qualidade habitual, a turma juvenil do DSEAM trouxe ao público desta 27ª edição do festival o texto “Concorda?”, trabalho original do grupo, onde se abordam diferentes questões como: o sentido da vida, os limites e comportamentos humanos individuais e  em sociedade.

Encerramento

No turno da manhã do último dia do Festival, esta sexta feira, pelas dez horas,terá lugar a atuação de “Vaudeville Dadá”, a partir de textos de Karl Valentin, trabalho do Conservatório – Escola das Artes – Engº Luíz Peter Clode, “um espetáculo de variedades avariadas”. Às doze, o Clube de Teatro da ES do Porto Santo apresentará “Iam na volta do mar”, performance dramática que evoca os Descobrimentos, a partir de textos de Camões e Pessoa e do romanceiro de Garrett.

No turno da tarde, do dia 15 de março, está prevista a cerimónia de entrega de prémios das escolas concorrentes.