Mais Porto Santo revela quem votou a favor e quem votou contra na retirada de 4% do IRS aos contribuintes

O Movimento Mais Porto Santo, liderado por José António Castro, revelou o resultado da votação, em sede de Assembleia Municipal, da proposta de retirada  de 4% aos contribuintes. Com quem votou a favor e com quem votou contra. Quer demonstrar quem está, realmente, a favor e quem está contra os munícipes.

Esta posição surge na sequência do ultimato dado à presidente daquele principal orgão autárquico, que deu conhecimento público dos pormenores de votação de um voto de louvor a uma associação apresentada pelo PS, mas não teve o mesmo procedimento relativamente à participação variável do IRS. Como passou o prazo dado pelo movimento sem que fosse cumprida essa solicitação, Castro decidiu revelar, publicamente, o resultado. “Os Munícipes têm o direito de saber quem os defende”. A proposta foi aprovada por maioria, com voto de qualidade da Presidente da Assembleia Municipal

Votos a favor dos deputados do Grupo Municipal do Partido Social Democrata, Nuno Freitas, Duarte Rosário, Pedro Ortelã, Rute Areal, Vítor Menezes, André Velosa, da Presidente da Assembleia Municipal, Fátima Silva e da Presidente da Junta de Freguesia, Joselina Melim.

Votos contra dos deputados do Grupo Municipal do Partido Socialista, Teresa Leão, Rosário Ribeiro, Wilson Vasconcelos, João Manuel Freitas, Tito Neves e Dora Faria. Dos deputados Municipais do Movimento Mais Porto Santo, Jorge Jacinto e Carlos Rapoula.

O Mais Porto Santo condena a atitude da presidente da Assembleia Municipal que, como refere, “tem procurado esconder a verdade, os atentados financeiros perpetrados contra a dignidade dos porto-santenses. Costuma-se dizer que “à mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”, daí que seja fundamental esclarecer a opinião pública, sem recurso a jogadas de bastidores, sobre todas as verdades, não apenas das meias verdades que a Senhora Presidente da Assembleia Municipal procura confundir a opinião pública”.