BE defendeu importância dos serviços públicos de saúde

O Bloco de Esquerda esteve no sábado a sensibilizar a população do Bairro da Nazaré para a importância dos serviços públicos de saúde, de acesso universal e gratuitos para todos. Numa altura em que está prestes a abrir um hospital privado e que tem recrutado profissionais no serviço público o BE considera mais que pertinente este alerta, porque o privado é só para quem pode pagar.

“Não estamos contra os negócios nem contra os investimentos privados, estamos contra as políticas negligentes que deixam degradar o serviço público e favorecem os interesses privados”, disse o coordenador bloquista Paulino Ascensão.

“A degradação do serviço público de saúde não acontece por acaso, acontece para dar a oportunidade aos privados de entrarem no “negócio”, acusa o BE.

Mas a saúde, afirma o partido, não é um negócio. “A lógica do lucro do sector privado na saúde é perversa, o que rende para o negócio não é resolver os problemas dos pacientes, mas ter clientes frequentes”.

“Estamos a caminhar para um sistema público rebentado só para os pobres e um sistema privado com maior qualidade, mas só para quem pode pagar”, denuncia esta força política, que considera que o cheque cirurgia, defendido pelo PSD e pelo PS e CDS, significa a transferência de mais recursos para o privado e o agravamento dos problemas no sistema público.

“O Bloco defende o investimento no serviço público para que os serviços de saúde com qualidade sejam acessíveis a todos”, conclui o partido.