Luís Miguel Sousa assevera que Porto Santo é a ilha portuguesa mais bem servida em termos de transportes de passageiros e carga

O CEO do Grupo Sousa, Luís Miguel de Sousa, enviou uma missiva a várias entidades públicas em Portugal, incluindo a presidência da República, afirmando que o Porto Santo “é, no universo de todas as ilhas portuguesas, aquela que em termos de ligações marítimas é a mais bem servida de todas, quer no que diz respeito ao transporte marítimo de passageiros, quer no que diz respeito ao transporte de mercadorias”. A intenção da carta, tornada pública, é “contribuir para a avaliação e debate sobre a realidade da ilha do Porto Santo no que diz respeito às acessibilidades externas (…)”.

A ligação marítima entre a Madeira e o Porto Santo, salientou Luís Miguel Sousa, “é a única que não tem indemnizações compensatórias e que o operador privado opera com total risco comercial e de mercado, apesar de operar uma linha de serviço público e com obrigações de serviço público, nos termos do contrato de concessão”.

A Porto Santo Line esclarece que o Porto Santo tem 348 ligações de mercadorias e 317 de passageiros por ano, e mesmo em Janeiro, sem a ligação do “Lobo Marinho”, tem uma ligação semanal de mercadorias, ficando ao nível de Ponta Delgada, nos Açores, que tem durante todo o ano apenas uma ligação semanal ao continente. Acresce que não há mais nenhuma ilha portuguesa que ultrapasse as 65 ligações anuais.

Por outro lado, a Madeira é abastecida duas vezes por semana, às segundas e sextas, enquanto São Miguel, nos Açores, é abastecida apenas uma vez.

Por comparação do Porto Santo com ilhas de dimensão semelhante, a Porto Santo Line dá ainda o exemplo dos Açores para apontar que a Graciosa, Santa Maria e Flores são abastecidas apenas 1 vez de 15 em 15 dias. Têm, em média, densidade populacional aproximada à do Porto Santo, que é abastecida uma vez por semana em Janeiro, seis vezes por semana em Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Outubro, Novembro e Dezembro, e sete vezes por semana em Julho, Agosto e Setembro. Tudo isto é sustentado em gráficos divulgados por Luís Miguel Sousa, que salienta que o Porto Santo é a ilha portuguesa com melhores ligações com o exterior e que tudo isto foi concretizado sem indemnizações compensatórias do Estado ou da RAM.