Segunda dama de honor no concurso Miss Venezuela tem “raízes” em Santa Cruz

Miss Venezuel Orícia
A Miss Venezuela, ao centro, com Orícia Dominguez, a primeira da direita para a esquerda.

Viajar pelo mundo, a união familiar é o suporte principal, Venezuela “bate forte no coração”, gosta de música e de dançar, a fortaleza é o foco que coloca nos desafios. É assim que, em traços gerais, se define Orícia Dominguez, 24 anos de idade, eleita segunda dama de honor no concurso Miss Venezuela, que decorreu neste mês de dezembro. A mãe, Rosa Gonçalves, era madeirense, natural de Santa Cruz, o pai, António Dominguez, galego, ambos já falecidos. É filha única.

Orícia nasceu em 24 de fevereiro de 1994, é formada em Enfermagem admite ser um pouco impaciente, queria ter o poder de mudar o tempo, diz que a mulher venezuela tem muita força, com inteligência e beleza num só lugar.

O concurso de Miss Venezuela teve como vencedora Isabella Rodríguez, de 25 anos. A primeira dama de honor foi Alondra Echeverría (Miss Yaracuy) e a segunda dama de honor foi Orícia Domingues (Miss Táchira).