SESARAM responde às críticas aos pagamentos aos taxistas, por causa do transporte de doentes

O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM E.P.E.) veio responder às críticas hoje expressas pelo MPT, esclarecendo que “já efectuou e continua a efectuar pagamentos aos taxistas e/ou empresas prestadoras do serviço de transporte de doentes não urgentes”.

Diz o SESARAM que a apresentação de facturas em não conformidade com o procedimento motivou a realização de reuniões entre o SESARAM e os taxistas prestadores deste serviço, no sentido de esclarecer, definir procedimentos e uniformizar regras-

Desde Fevereiro até à data, realizaram-se cerca de 50 reuniões personalizadas com cada um dos taxistas para esclarecer dúvidas sobre o processo de facturação. Estas reuniões individualizadas vão continuar a acontecer por forma a abranger todos os prestadores deste serviço, refere uma nota de imprensa.

“No decorrer das reuniões realizadas, foram esclarecidas as dúvidas e facultados contactos dos serviços do SESARAM para eventuais dúvidas que possam ocorrer; a partir do momento em que as facturas estejam em conformidade, são introduzidas no sistema para efeitos de pagamento”, acrescenta o comunicado, concluindo que, actualmente, “o SESARAM tem contactado com cerca de 200 taxistas/empresas prestadoras do serviço de transporte de doentes não urgentes e recebe mensalmente cerca de 2000 facturas”.

“Importa reforçar que o SESARAM não exerceu nem está a exercer qualquer tipo de “chantagem” junto destes profissionais. O SESARAM está sim interessado em auxiliar os taxistas de forma a clarificar toda esta situação e uniformizar procedimentos”, assegura.