Corveta “António Enes” reforça dispositivo naval na RAM face a previsão de agravamento do estado do mar

A corveta “António Enes” chega amanhã à Madeira, refere uma informação da Capitania do Porto do Funchal. A deslocação do navio ao Funchal tem a ver, de acordo com a Capitania do Porto, com a previsão de agravamento do estado do mar nas costas das ilhas da Madeira e Porto Santo, a partir da madrugada do próximo sábado.

O vaso-de-guerra deverá permanecer na RAM com o objectivo de reforçar a capacidade de resposta a eventuais situações de busca e salvamento marítimo, apoiando as entidades civis “em situações de calamidade ou catástrofe naturais”.

Comandado pelo capitão-tenente Nuno Morgado, o NRP António Enes tem uma guarnição constituída por 67 militares, dos quais 10 oficiais, 11 sargentos e 45 praças.