PS propõe Plano de Contingência para o Aeroporto da Madeira

PS plano de contingência
Victor Freitas apresentou, hoje de manhã, esta iniciativa parlamentar socialista.

Faz parte de um projeto de resolução que o grupo parlamentar do Partido Socialista fez entrar na na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, no sentido de recomendar ao Governo Regional a criação de um Plano de Contingência para o Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo.

A iniciativa foi apresentada, esta manhã, em conferência de imprensa, pelo líder parlamentar socialista, o qual lembrou que tem sido cada vez mais recorrente a inoperacionalidade do Aeroporto da Madeira devido aos ventos. Segundo referiu Victor Freitas, esta situação “coloca graves constrangimentos à mobilidade dos madeirenses e também dos turistas e cria graves consequências económicas para a Região Autónoma da Madeira, que vive essencialmente da indústria turística”.

O socialista lembrou que, em 2017, a Ordem dos Engenheiros Técnicos realizou um debate amplo com várias entidades sobre a importância do Aeroporto do Porto Santo em casos de inoperacionalidade do Aeroporto da Madeira, tendo chegado a diversas conclusões, nomeadamente que o Aeroporto do Porto Santo tinha capacidade aeroportuária, com alguns ajustamentos, para receber um maior número de passageiros, que, a nível de hotelaria, o Porto Santo está equipado com todas as condições para receber turistas que divirjam da Madeira e que ali tenham de pernoitar, e que, em termos marítimos, o Lobo Marinho tem condições para a realização de viagens extra para encaminhar os passageiros para ilha da Madeira.

Por outro lado, recordou que o secretário regional da Economia teve diversas reuniões com a ANA e representantes de setores da hotelaria, agências de viagens ou transportes marítimos, para discutir um plano e uma articulação comum, a fim de implementar um Plano de Contingência. Dessas reuniões, disse Victor Freitas, o secretário regional deu nota, através da imprensa, que iria avançar com o Plano de Contingência para o Aeroporto da Madeira. Mas, afirmou o líder parlamentar do PS, «passou mais de um ano sem que, até ao momento, o Governo Regional tenha implementado o Plano de Contingência, com graves prejuízos para os madeirenses e para os porto-santenses e para a nossa economia».

«A conclusão a que chegamos é que, neste momento, não se pode adiar mais a implementação de um Plano de Contingência para o Aeroporto da Madeira, sob pena de estarmos a comprometer o destino turístico da Região e a criar graves problemas à mobilidade dos madeirenses e dos porto-santenses», rematou Victor Freitas.