Economia social em debate amanhã em Congresso com a presença do presidente do Governo

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, fará uma alocução amanhã terça-feira, dia 16, pelas 9h30 na sessão de abertura do I Congresso de Economia Social da Região Autónoma da Madeira.

A AIPES – Associação de Investigação e Promoção da Economia Social, em parceria com a Câmara Municipal de Câmara de Lobos, organiza e promove este evento, que principia no dia 16 e termina no da 17 no Museu da Imprensa, em Câmara de Lobos.

Subordinado á temática “Sustentabilidade, Inovação e Empreendedorismo Social”, esta acção propõe aos participantes que reflictam retrospectiva e prospectivamente, procurando, desta forma, contributos e novos caminhos para a Economia Social na Região.

A primeira edição, estruturada em quatro painéis e uma conferência, conta com a participação de catorze conferencistas e cinco moderadores em torno de temas como a sustentabilidade social e económica, redes colaborativas, desenvolvimento e coesão social, empreendedorismo e inovação social, os quais visam suscitar a questão: “de que economia falamos?”

Segundo a organização, ambiguidades, dificuldades, potencialidades e desafios, tudo estará em debate. Pretende-se que o Congresso seja um espaço de partilha de conhecimentos e experiências e que contribua, não só para a construção colectiva de soluções inovadoras para problemas sociais, mas também para uma maior dinamização da economia social na Madeira.

A Comissão organizadorta integra Diana Dinis, Fátima Belo, Marília Gonçalves e Sidónio Fernandes, todos da direção da AIPES;  Erica Costa, estagiária de Serviço Social na Câmara Municipal de Câmara de Lobos; Leonel Silva, chefe de gabinete na Câmara Municipal Câmara de Lobos; Teresa Velosa, técnica superior na Câmara Municipal Câmara de Lobos; e Vanessa Azevedo, vereadora naquela autarquia.

Segundo uma informação divulgada pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Rogério Roque Amaro, professor associado do ISCTE-IUL e fundador RedPES – Rede Portuguesa de Economia Solidária, da RIPESS – Europa – Rede Intercontinental de Promoção da Economia Social e Solidária, da RELDESS – Rede Lusófona de Desenvolvimento e Economia Social e Solidária e da PROACT e ainda cofundador e actual presidente do Conselho Científico da ACEESA – Associação Centro de Estudos de Economia Solidária do Atlântico dos Açores, chefe de redacção da revista “Economia Solidária” e presidente da Assembleia Geral da ANIMAR; Américo Mendes, professor associado da Universidade Católica Portuguesa, onde é coordenador da Área Transversal de Economia Social e director do mestrado e das pós-graduações nas áreas da economia social e projectos de cooperação daquela universidade; Paula Guimarães, assessora da União das Mutualidades Portuguesas, vice-presidente no Instituto de Reinserção Social, administradora não executiva das Residências Montepio, de presidente do GRACE e de membro do júri do Prémio Gulbenkian; e Margarida Pinto Correia, directora de Inovação Social da Fundação EDP, entre outros.

O Congresso visa assim consolidar os fundamentos e a identidade da Economia Social enquanto estratégia e política para o desenvolvimento económico local, de forma sustentável, e encontrar os melhores caminhos para uma maior dinamização da Economia Social na Região Autónoma da Madeira, contribuindo para novas referências sociais e económicas, através da reflexão científica e da partilha de boas práticas.