Biblioteca itinerante na Quinta Grande e Jardim da Serra

 

A partir da próxima segunda-feira, dia 15, a biblioteca itinerante de Câmara de Lobos, “Roseta”, inicia uma itinerância pelas freguesias do Jardim da Serra e Quinta Grande, tendo em vista a promoção da literacia e a disponibilização de livros e outros conteúdos culturais às populações daquelas freguesias, que não dispõem de biblioteca fixa.

A “ROSETA – Biblioteca Itinerante de Câmara de Lobos” é uma viatura devidamente adaptada para servir de biblioteca itinerante, revisitando, em certa medida, a função desempenhada no passado pelas bibliotecas itinerantes da Gulbenkian, esclarece a Câmara Municipal de Câmara de Lobos.

Assim, a partir do próximo dia 15 de Outubro começará a itinerância da biblioteca abrangendo, em especial, as freguesias do Jardim da Serra e da Quinta Grande. Todas as terças-feiras (9h30-12h00) e sextas-feiras (14h30-17h00) a ROSETA deslocar-se-á à EB1/PE do Foro, no Jardim da Serra, e todas as segundas-feiras (9h30-12h00) e quintas-feiras (14h30-17h00) deslocar-se-á à EB1/PE e Creche da Quinta Grande.

Com recurso à ROSETA, os técnicos da Biblioteca Municipal de Câmara de Lobos (BMCL) dinamizarão, naquelas freguesias, actividades de promoção da leitura e do conhecimento com vista a aproximar a população dos fundos documentais e da sua oferta cultural, possibilitando a todos os visitantes uma abordagem divertida à leitura. Estando vocacionada para actividades com escolas, jardins-de-infância, lares e centros de dia do concelho, a ROSETA prestará ainda o empréstimo domiciliário de obras literárias do fundo documental da BMCL à população em geral.

A ROSETA encontra-se equipada com um espólio bibliográfico composto por cerca de 1500 títulos de diversas temáticas, acesso à internet, jogos e actividades de dinamização cultural, fotocopiadora e impressora. Tratando-se de uma extensão móvel da BMCL, a ROSETA prestará um serviço de proximidade ampliado pelas infraestruturas camarárias existentes nos locais de intervenção, potenciando a oferta da índole cultural na forma de exposições, workshops, encontros com escritores, oficinas criativas, feiras do livro, entre outras actividades.

Esta extensão da BMCL pretende alargar a intervenção da biblioteca pública municipal, disponibilizando a toda a população do concelho um meio alternativo de acesso ao seu espólio bibliográfico e fundo documental. Neste momento, a rede de bibliotecas de Câmara de Lobos é composta pela Biblioteca Municipal e pelos pólos do Curral das Freiras, do Estreito de Câmara de Lobos e do Garachico, sendo que a ROSETA vem colmatar a necessidade de expandir o universo literário às restantes freguesias, refere um comunicado.

Esta nova valência cultural municipal visa alargar a intervenção da Biblioteca Pública Municipal de Câmara de Lobos a todas as freguesias e localidades mais periféricas do concelho. Desde a criação da rede de bibliotecas de Câmara de Lobos, que é composta pela Biblioteca Municipal e pelos do Curral das Freiras, do Estreito de Câmara de Lobos e do Garachico, verificou-se a necessidade de “levar” o universo literário a todas as restantes freguesias.

Segundo a vice-presidente da Câmara, Sónia Pereira, “esta nova valência cultural resultou de uma proposta da comunidade, formulada no âmbito do processo participativo da Agenda 21 Local, promovido pela Câmara Municipal. Em articulação com os técnicos da BMCL desenvolveu-se a ideia de alargar as actividades de promoção da literacia e da leitura a todos os pontos do concelho. O conceito da biblioteca itinerante era o que melhor se ajustava a esse propósito, tendo a partir daí surgido a ideia de criar a ROSETA.