Rui Barreto incita a ARM a arranjar urgentemente a Levada Nova, entre o Estreito da Calheta e a Ponta do Pargo

O dirigente do CDS, Rui Barreto, esteve na manhã de hoje na Levada Nova, um percurso que começa no Estreito da Calheta e termina na Ponta do Pargo, numa extensão de quarenta quilómetros. Trata-se de um dos trajectos mais importantes do concelho da Calheta.
Rui Barreto chamou à atenção para o facto desta levada estar a ser fortemente infestada por carqueja e silvado. Tendo em conta a importância deste tipo de trajectos para os residentes e, sobretudo, para os turistas, o líder centrista pediu à empresa de Águas e Resíduos da Madeira (ARM), responsável pela manutenção deste percurso, para que proceda urgentemente à limpeza desta levada, providenciando mais recursos humanos, para que os visitantes e os residentes da Madeira possam usufruir da mesma em boas condições.
Rui Barreto apontou ainda que está a ocorrer um enorme desperdício de água nos canais secundários desta levada que perpassa as freguesias do Estreito, Prazeres, Ponta do Pargo e Fajã da Ovelha. O dirigente incitou a ARM a investir nestes canais de água, pois se houver investimento poupar-se-á mais água, algo que irá beneficiar os agricultores, disse.
Este responsável político anunciou que o CDS apresentará uma recomendação para a que se proceda à limpeza deste e de outros percursos existentes na Região.

Barreto fez-se acompanhar pelo deputado António Lopes da Fonseca e pelos presidentes das Juntas de Freguesia da Ponta do Pargo e Fajã da Ovelha.