Governo realojou família que ficou sem casa devido a incêndio

fogo funchalO agregado familiar composto por quatro pessoas (idosa com 72 anos de idade, filho de 41 anos, nora de 33 anos e neta de 8 anos de idade), que hoje ficou sem casa no Funchal, em consequência de um incêndio que consumiu a habitação, já foi realojado pelo Governo Regional.

Numa nota enviada à comunicação social, a secretaria regional da Inclusão e Assuntos Sociais, anuncia esse realojamento, através depois do Instituto de Segurança Social, depois do fogo ter atingido uma casa na Rua do Ornelas, a poucas centenas de metros do Mercado dos Lavradores, no Funchal.

Diz a nota que “a equipa da Linha de Emergência Social do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM foi contactada pelas 12h02m, através da PSP – Comando do Funchal, tendo sido relatado que uma habitação, sita à Rua do Ornelas, n.º 8 e n.º 10, na freguesia de Santa Maria Maior, tinha ficado inabitável, após um incêndio, o que foi confirmado pelos Bombeiros”.

O agregado familiar é composto por 4 elementos (idosa com 72 anos de idade, filho de 41 anos, nora de 33 anos e neta de 8 anos de idade).  Após contacto com o filho da idosa, o ISSM obteve a informação que não havia rede familiar que pudesse acolher o referido agregado. Assim, foi feita articulação com a Pousada da Juventude, para integração e acolhimento provisório.
A informação do Governo dá conta que “o agregado familiar foi orientado para comparecer amanhã na Segurança Social, para nova avaliação da situação e apoios necessários no âmbito da intervenção e competências do Instituto de Segurança Social da Madeira”.