Segurança Social “clarifica” caso dos atrasos nas pensões

O Instituto de Segurança Social da Madeira, tutelado pela Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, veio hoje clarificar que os ofícios informativos para os pensionistas não são enviados pelo ISSM, IP-RAM, sendo directamente remetidos pelo Centro Nacional de Pensões (CNP), entidade processadora e pagadora das pensões, para a morada dos pensionistas.
Após contacto realizado hoje com o Centro Nacional de Pensões, foi informado ao ISSM que desconhecem a existência de qualquer constrangimento na emissão destes ofícios, quer nos enviados para território nacional quer nos enviados para as Regiões Autónomas. Mais informaram que estes ofícios começaram a ser expedidos no dia 30 de Julho, tendo a última expedição ocorrido no dia 7 de Agosto, refere um comunicado de imprensa.
Na sequência de contacto efectuado hoje junto dos CTT da Madeira, foi informado que, no dia 8 de Agosto, começaram a receber um grande volume de ofícios do CNP, sendo estes referentes à comunicação do aumento extraordinário de pensões, e que começaram a distribuir os primeiros ofícios hoje.
No entanto, sabem que ainda não chegaram à Região Autónoma da Madeira todos os ofícios, devido aos cancelamentos de voos que têm ocorrido nestes últimos dias.