“Noto o Governo com sensibilidade crescente para a mais valia que é ter duas equipas na I Liga”, disse Rui Alves na apresentação do Nacional

Nacional platel
O Nacional 2018/1019 Foto Alfredo Rodrigues
Rui Alves Nacional 2018
Rui Alves:  “Este clube tem a marca de vencer desafios e quando maiores são as dificuldade maior é a motivação que nos dá”. Foto Alfredo Rodrigues

Foi um final de tarde e princípio de noite de festa no Estádio da Madeira, na Choupana. O Nacional mostrava-se aos sócios e isso, por si só, constituiu motivo de atração, para mais num momento em que o clube regressa aos maiores do futebol português e domingo já tem a estreia da época marcada para Braga.

Rui Alves, o presidente, com a secretária regional do Turismo e Cultura a ouvir, presente em representação do Executivo Madeirense, dirigiu palavras para a governação, mais ou menos de alerta e simultaneamente de reconhecimento, como referem as declarações publicadas no site do clube: “Noto o Governo com sensibilidade crescente para a mais valia que é ter duas equipas da Região na I Liga” avançou ainda Rui Alves, que deixou escapar a sua confiança numa época de sucesso: “Tenho enorme confiança no plantel, na equipa técnica, e a nossa ambição tem de ser responsável mas temos de jogar pensando que esta ambição não tem limites”.

Paula Cabaço Nacional
Paula Cabaço relevou o feito do Nacional neste regresso à I Liga. Foto Alfredo Rodrigues
Nacional adeptos plantel 2018
Os nacionalistas acompanharam a apresentação mostrando muito apoio ao plantel de futebol. Foto Alfredo Rodrigues
Nacional Bruno CMF
O vereador da Câmara do Funchal, Bruno Martins, deu ênfase ao facto do Nacional ter regressado ao “seu” lugar. Foto Alfredo Rodrigues

O líder nacionalista considera este mais “um bom desafio”. E deixou um apelo: “A união entre todos será fundamental para ultrapassar os obstáculos”. “Este clube tem a marca de vencer desafios e quando maiores são as dificuldade maior é a motivação que nos dá”.

Segundo o site nacionalista, Rui Alves salientou ainda a importância dos adeptos na época agora finda, pois “deram aos jogadores força suplementar, não só nos jogos em casa, mas também fora, onde conseguimos uma grande mobilização”.

O técnico, Costinha, falou  ao coração dos adeptos: “É importante que equipas que cá venham sintam que contamos com o vosso apoio. Obrigado por estarem presentes”. Prometeu por isso ambição e arrojo. “Com qualidade que jogadores têm mostrado no dia a dia podem todos ficar tranquilos”.

Paula Cabaço, a secretária regional do Turismo e Cultura, relevou o feito do Nacional no regresso à I Liga “um regresso que considerou bom para o clube mas também muito positivo “para a Imagem desportiva e turística da Madeira”.

Costinha Nacional 2018
Costinha pediu apoio aos adeptos. Foto Alfredo Rodrigues
Diogo Barcelos
Diego Barcelos: “Queremos continuar a fazer história e isso só será possível com o vosso apoio, tal como aconteceu no ano passado” sublinhou”. Foto Alfredo Rodrigues
Nacional apresentação C
Valdemar Vieira acredita em mais altos patamares. Foto Alfredo Rodrigues

A governante deixou um grande elogio ao desempenho do clube. “Não só pela equipa profissional mas também pela grande aposta na formação. Milhares de atletas passaram nos últimos anos pela formação do Clube Desportivo Nacional, não só no futebol mas em muitas outras modalidades e isso vem de encontro à política desportiva do Governo Regional, de descentralizar o desporto, levando-o a todos”.

jogo Nacional
Os adeptos puderam ver um jogo entre jogadores do plantel. Foto Alfredo Rodrigues

Por parte da Câmara do Funchal, o vereador Bruno Martins evidenciou a sua satisfação por estar presente neste momento, que assinala o regresso do Nacional “ao seu lugar”

Nacional festa animação
A animação fez parte da apresentação do plantel do Nacional. Foto Alfredo Rodrigues

Valdemar Vieira, em representação do presidente da Assembleia Geral, lembrou que “no ano passado perspectivei a subida. Agora arrisco dizer que depressa vamos chegar a outros patamares.” Ficou por isso um apelo aos adeptos: “Venham ao estádio, tragam a camisola, apoiem o Nacional.”

A festa encerrou com um jogo entre duas equipas formadas pelos jogadores do plantel, destacando-se ainda, no âmbito da animação, a atuação de Sofia Camacho.