Espectáculo de dança “Peça para negócio”, de Miguel Pereira, no Mudas – Museu de Arte Contemporânea

Depois da abertura oficial da II temporada do MUDAS.HOTsummer, no passado dia 9 de Junho, o MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira vai acolher, no próximo sábado, dia 30, pelas 21.00 horas, uma proposta de um dos mais irreverentes coreógrafos de dança contemporânea portuguesa, Miguel Pereira (Michael Pear Tree). “Peça para negócio”, refere um comunicado, é o nome do projecto que entrará em cena, contando com a dramaturgia de Joclécio Azevedo Moura e desenvolvido em parceria entre a companhia Rumo do Fumo e o Negócio Zé dos Bois.

Nesta proposta artística, Miguel Pereira apresenta-se a solo, num registo quase autobiográfico e de paródia ao estado das coisas. Uma peça de tom cómico e forte carga crítica ao sistema instituído que se constrói de forma irónica e ambígua, trabalhando as envolventes entre a obra, os mecanismos de criação, o criador, o público, o mercado artístico e as suas lógicas.

Refere a nota que nos foi remetida que Miguel Pereira trabalhou, como intérprete, com Filipa Francisco, Francisco Camacho e Vera Mantero, entre outros. Participou na peça e no filme “António, Um Rapaz De Lisboa” de Jorge Silva Melo, trabalhou com Jérôme Bel em “ Shirtologia (Miguel)” (1997) e foi intérprete em “Les Inconsolés” de Alain Buffard, na remontagem da peça em 2017. Na área da criação, destacam-se os trabalhos “António Miguel”, peça com a qual recebeu o Prémio Revelação José Ribeiro da Fonte do Ministério da Cultura e uma menção honrosa do prémio Acarte/Maria Madalena Azeredo Perdigão (2000), “Notas Para Um Espectáculo Invisível” (2001), Data/Local (2002), “Corpo de Baile” (2005), “Karima meets Lisboa meets Miguel meets Cairo”, uma colaboração com a coreógrafa egípcia Karima Mansour (2006), “Doo” (2008), “António e Miguel”, uma nova colaboração com Antonio Tagliarini (2010), “Op. 49” (2012), “WILDE” (2013) uma colaboração com a mala voadora, “Repertório para Cadeiras, Figurinos e Figurantes” (2015) para o Ballet Contemporâneo do Norte e mais recentemente “Peça para Negócio” e “Peça feliz” (2017).

Em 2003, 2007 e 2015 criou para o repertório da Transitions Dance Company/Laban Centre as peças “Transitions”, “Transitions II” e “Transitions III” que integraram a tournée nacional e internacional da companhia (2003/2004, 2007/2008 e 2014/2015).

O seu trabalho tem sido apresentado em toda a Europa, Brasil, Uruguai e Chile. É professor convidado em diferentes estruturas nacionais e internacionais. Desde 2000 que é convidado por Vera Mantero enquanto artista associado da estrutura O Rumo do Fumo.

A II temporada do MUDAS.HOTsummer decorre até ao próximo mês de Outubro, na base de um programa de actividades que, apostando na continuidade do projecto iniciado no ano transacto, visa fidelizar públicos e reforçar a abertura do Museu à comunidade, contribuindo, também, para a associação de outras áreas de expressão artística à instituição.