Patrício rescide com Sporting, Bruno de Carvalho faz exigências de última hora para a transferência do jogador

patrício
Rui Patrício alega justa causa para a recsisão com op Sporting.

O guarda-redes do Sporting e da seleção portuguesa Rui Patrício decidiu rescindir com o clube de Alvalade depois de, alegadamente, o presidente Bruno de Carvalho ter feito exigências de última hora para ser consumada a transferência  do jogador para o Wolverhampton, por 18 milhões de euros.

O guarda-redes teve contactos com o Nápoles, mas a equipa inglesa do Wolverhampton, que este ano ascendeu à Premier Ligue pelas mãos do técnico português Nuno Espírito Santo, chegou-se à frente para ficar com o atleta. No entanto, segundo refere o jornal desportivo “A Bola”, o presidente Bruno de Carvalho terá feito novas exigências, o que levou o jogador a pedir rescisão de contrato.

O presidente leonino, que neste momento está em conferência de imprensa, já disse que Rui Patrício “está a ser manipulado”.