PS-Madeira quer ouvir Amílcar Gonçalves sobre o Centro de Saúde do Bom Jesus

O grupo parlamentar do PS-Madeira deu entrada, hoje, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, a um pedido de audição parlamentar ao secretário regional dos Equipamentos e Infraestruturas, Amílcar Gonçalves, sobre a paragem das obras de recuperação do Centro de Saúde do Bom Jesus, revela um comunicado de imprensa.

A deputada Sofia Canha disse que as notícias vindas a público sobre a paragem dos trabalhos no Centro de Saúde do Bom Jesus são preocupantes, sendo que esta situação continua a afectar a prestação de cuidados de saúde adequados aos utentes daquela unidade, que era o principal objectivo desta intervenção.

“O caso torna-se ainda mais grave pelo facto de, tal como atestam as informações veiculadas, essa interrupção dos trabalhos ficar a dever-se à falta de pagamento por parte do Governo Regional à construtora. Esta circunstância, além de provocar a paragem das obras, já fez aumentar o valor das mesmas em mais meio milhão de euros. Recorde-se que a adjudicação foi feita em Fevereiro de 2014, pelo valor de 4,9 milhões de euros, sendo que o montante referido no PIDDAR deste ano aponta neste momento para 5,4 milhões de euros”, diz uma nota.

“Este é um problema que, aliás, já tem vindo a ser denunciado por alguns utentes, que nos têm feito chegar o seu descontentamento, lembrando que o actual secretário regional da Saúde já visitou os serviços por mais do que uma vez e acusando o Executivo de falta de vontade em prosseguir com os trabalhos. Queixam-se os mesmos que as obras são demasiado morosas e que já se arrastam há muitos anos”, prosseguem os socialistas.

Nessas mesmas denúncias, refere o PS, os utentes criticam a falta de condições com que se deparam também os profissionais que exercem funções nos serviços afectados, dando como exemplos tectos destapados, o contacto permanente com substâncias químicas, pós e óleos, fios de eletricidade enrolados na iminência de foco de incêndio, bem como, ainda, falta de arejamento. Estas condições puderam ser observadas in loco e não contribuem para o conforto desejável para os utentes que recorrem àquela unidade de saúde.

Não deixa de ser curioso, apontam os socialistas, o facto de, no passado dia 7 de Abril, o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, ter estado no Centro de Saúde do Bom Jesus para assinalar o Dia Mundial da Saúde, mas não ter feito qualquer referência às obras neste mesmo espaço.

“Não é admissível que se continuem a verificar estes sucessivos atrasos na recuperação de uma infraestrutura tão importante”, aponta a nota.