Cidadãos estrangeiros põem em risco a integridade física para adquirir bilhetes na marina

 

*Com Rui Marote

Conforme o Funchal Notícias já tinha referido, os quiosques da nova marina já estão em funcionamento. Mas, também como já tínhamos previsto, as barreiras arquitectónicas existentes naquele local não facilitam. Foi o que antecipámos na altura da construção destas novas instalações para a venda de bilhetes das embarcações marítimo-turísticas: e hoje testemunhámos, e registámos fotograficamente, como um cidadão estrangeiro, para adquirir o seu bilhete, pôs em risco a sua integridade física.

Derrubar as barreiras arquitectónicas, registe-se, é casa vez mais uma obrigação prevista na lei.