CDU foi ao Lombo da Quinta denunciar obra que nunca mais se concretiza

A CDU realizou ontem mais uma iniciativa integrada na campanha intituladas “Obras de Santa Engrácia”. No Lombo da Quinta, a dirigente da CDU, Herlanda Amado, sublinhou que esta iniciativa visa denunciar um conjunto de obras prometidas mas que ainda não saíram do papel ou que a sua construção está a prolongar-se no tempo. Disse também que a CDU foi ao Lombo da Quinta, freguesia de São Gonçalo, para dar voz aos protestos dos moradores da localidade, “que há muito esperam e desesperam pelo arranque desta obra”, ou seja, o alargamento da Vereda do Lombo da Quinta, já vem sendo prometido há vários anos.

“Começou por ser prometida por Miguel Albuquerque, enquanto presidente da Câmara do Funchal, chegando a estar inscrita em vários orçamentos, mas o que é certo, é que não passou de uma intenção. Já com a presidência de Paulo Cafofo, esta obra volta a constar do orçamento camarário, mas sem nunca se concretizar, e até de forma caricata quase que como por magia, volta a desaparecer das intenções do executivo camarário”, apontou Herlanda Amado.

“No entanto voltamos a assistir ao ressurgimento no orçamento para 2018, da referida obra, mas com a intenção de ser concretizada só em 2019. Neste jogo das falsas promessas, que são partilhadas por Albuquerque e Cafôfo, as populações vêm sendo iludidas e prejudicadas, tendo em conta a importância e a urgência de uma ligação rodoviária, que garanta uma acessibilidade em segurança para quem aqui reside”, concluiu a dirigente comunista.