Debate participado sobre o 20 de fevereiro

Fotos DR

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) promoveu esta manhã, na Reitoria da Universidade da Madeira, um debate aberto a toda a população, que teve como tema central a aluvião de 20 de fevereiro de 2010, na semana em que se assinalaram oito anos sobre esta data fatídica na História do concelho.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, a iniciativa foi do presidente Paulo Cafôfo, que hoje lembrou “todos aqueles que nos deixaram na tragédia, em mais uma oportunidade para discutir o que tem de ser feito para que situações como esta não voltem a acontecer.”

O autarca reconheceu que “o Funchal tem características orográficas e de ocupação do território que nos sujeitam a determinada vulnerabilidade, em termos de incêndios e aluviões, e é preciso ter a consciência de que estes vão continuar a acontecer no futuro, dadas as características do nosso território. Mas não estamos aqui para dramatizar, estamos aqui para refletir sobre aquele que deve ser um trabalho contínuo no sentido de minimizar os riscos, e este é um painel com as pessoas certas, especialistas que conhecem muito bem o nosso território e cujos contributos de cidadania me cabe a todos agradecer.”

Paulo Cafôfo concluiu que “quando se fala de resiliência e de prevenção, estamos a falar de responsabilidade política, mas também da responsabilidade de cada um dos cidadãos, porque cada um pode e dever ter ações concretas no que diz respeito à sua segurança e à segurança da sua cidade. Hoje compete-nos a todos refletir sobre o que foi feito e sobre o que falta fazer.”

A mesa redonda foi subordinada ao tema “A Natureza, o Fogo e a Água, os Riscos e a Resiliência”, e reuniu Betâmio de Almeida, Raimundo Quintal, João Baptista, Fernando Curto e José Carlos Marques. A parte da tarde será, por sua vez, passada numa visita de campo, dirigida por Hélder Spínola.

A Câmara Municipal do Funchal destaca a participação de mais de uma centena de pessoas neste debate de cidadania, que constituiu uma oportunidade única para abordar estes temas com especialistas de referência, e que se assumiu como um debate de toda a cidade.