Ponta do Sol corta nos apoios a eventos desportivos e culturais e retira verba para a superespecial da Rampa

Célia pessegueiro posse2
Célia Pessegueiro anuncia cortes nos apoios a eventos desportivos e culturais na Ponta do Sol.

Os eventos desportivos e culturais na Ponta do Sol terão corte garantido nos apoios. Célia Pesegueiro, a presidente da autarquia, decidiu reavaliar os valores por considerar excessivos em função das necessidades do concelho noutros domínios. O primeiro evento a ser “apanhado” nesta onda é a Rampa, que decorre em fevereiro, cuja superespecial de sexta à noite deixa de ser apoiada pela Câmara. Não pontua para o campeonato e é apenas para divertir a população, explica a  gestão camarária numa nota enviada à comunicação social.

A decisão tomada por Célia Pessegueiro, aponta a mesma nota, ” prende-se com o facto de ter sido apurado que, dos cofres municipais, saía para estes apoios quase 30 por cento da fatia do investimento do orçamento anual. Assim, a vereação socialista decidiu, após análise das ajudas dadas a este tipo de iniciativas, que os poderia canalizar para outro tipo de apoios mais importantes para os munícipes neste momento, como o transporte dos utentes do Centro de Atividades Ocupacionais, a segurança nas três freguesias do concelho e a extensão da atribuição gratuita dos manuais escolares até ao final do 3º ciclo, entre outras”

Relativamente à rampa, que se realiza no final de Fevereiro, o apoio retirado à superespecial da sexta-feira à noite “foi baseado no facto de não ser pontuável para o campeonato, constituindo apenas um espetáculo para os amantes do automobilismo”.

A Câmara diz que “quanto aos valores, para uma iniciativa que só aconteceu nos últimos dois anos, foram mais de metade do orçamento total da prova”, sublinhando, a título de comparação, que “a rampa teve apoio da autarquia de 8 mil euros em 2015 e 21 mil euros no ano passado. Ora, o aumento de 13 mil euros em dois anos, fez a equipa presidida por Pessegueiro tomar a decisão agora anunciada, que mereceu a concordância da organização da rampa”.