Uldis Klavis e Rosa Madureira vencem Maratona do Funchal

Uldis Klavis. Fotos DR

O Funchal voltou a receber um grande evento de atletismo este Domingo, com a realização da quarta edição da Maratona do Funchal – Santander Totta, e da sétima edição da Meia e Mini Maratona do Funchal – Santander Totta.

Estavam inscritos 1476 participantes nas 3 distâncias oferecidas pela organização, a Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira. A persistente chuva que acompanhou os atletas na grande maioria da corrida afastou alguns espectadores da estrada, mas a maioria dos atletas estavam agradados com o tempo fresco que se fez sentir.

Os mais de 300 atletas estrangeiros que marcaram presença deram um colorido diferente do normal, com diversos idiomas a se fazerem ouvir, e alguns equipamentos carnavalescos que desfilaram mais cedo que o normal.

Uma grande comitiva de atletas continentais também marcou presença neste evento, que também era campeonato nacional de maratona.

Com 42.195 metros, a Maratona do Funchal – Santander Totta foi para a estrada às 08h00. Controlando a prova desde o seu início, o atleta da Letónia Uldis Klavis foi o único a quebrar a barreira das 2 horas e 40 minutos, finalizando com 2 horas, 38 minutos e 8 segundos. Na segunda posição surge o melhor Madeirense, Élvio Silva do Clube de Atletismo do Funchal, que fez uma prova muito controlada, mas com uma segunda metade de prova forte, onde viria não só a garantir o lugar intermédio do pódio, mas também sagrar-se Campeão Nacional de Maratonas, com um tempo de 2 horas, 40 minutos e 46 segundos. Fechou o pódio Carlos Costa, atleta individual, com o tempo de 2 horas, 45 minutos e 21 segundos.

Nas senhoras, Rosa Madeireira foi a grande vencedora. A atleta do Futebol Clube de Penafiel dominou a prova desde o início, onde foi bem escudada pelos seus companheiros masculinos do Penafiel, e venceu com quase 20 minutos de avanço para a segunda classificada, terminando com 2 horas, 51 minutos e 23 segundos. Rosa Madureira sagrou-se também Campeã Nacional de Maratonas!

No segundo lugar uma grande campeã, Campeã Mundial de Maratona em 1995 e dupla Campeã Europeia em 1994 e 1998, Manuela Machado. A atleta de 54 anos da Cyclone Sports cruzou a meta com 3 horas, 11 minutos e 14 segundos, sagrando-se Vice-Campeã Nacional de Maratonas.

Rosa Madureira.

No lugar mais baixo do pódio ficou Mónica Ferreira, a maratonista do Chaves Running Team fechou o pódio da Maratona do Funchal – Santander Totta com 3 horas, 13 minutos e 21 segundos.

Alejandra Arribas e Paulo Macedo dominam a Meia-Maratona – Santander Totta

Com 21 097,5 metros, a Meia-Maratona – Santander Totta iniciou-se pelas 10h00 junto ao Fórum Madeira. Estiveram à partida mais de 500 atletas que aceitaram o desafio de correr a prova intermédia do evento.
Nas senhoras, a atleta Espanhola Alejandra Arribas desde cedo tomou a dianteira da corrida e venceu com alguma margem, com um tempo de 1 hora, 26 minutos e 27 segundos. Na segunda posição ficou a atleta do Clube de Atletismo do Funchal, Sara Rodrigues, a atleta Madeirense fez um tempo de 1 hora, 33 minutos e 26 segundos. No lugar mais baixo do pódio ficou Susana Lourenço, a atleta da ADRAP finalizou com 1 hora, 34 minutos e 5 segundos.

Nos homens, a ADRAP desde cedo impôs um ritmo muito forte na corrida, com Silvestre Rodrigues e Paulo Macedo a “saltarem” para a frente e a se destacarem dos restantes adversários. 1 hora, 9 minutos e 29 segundos foi o tempo do grande vencedor, Paulo Macedo, que bateu o seu colega de equipa por pouco mais de 3 minutos. Silvestre Rodrigues terminou com 1 hora, 12 minutos e 42 segundos. Na terceira posição ficou Luís Pereira, o atleta continental cruzou a linha de meta com 1 hora, 14 minutos e 29 segundos.

Mais de 7 centenas na Mini-Maratona com vitórias de Bruno Silva e Rebecca Gessat

Cerca de 7 centenas de atletas enfrentaram os quase 6 quilómetros da Mini-Maratona – Santander Totta, prova mais curta do evento que permitia a participação de todos, a correr, caminhar ou a andar. A correr, a Alemã Rebecca Gessat foi a mulher mais rápida em prova, a germânica efetuou os 5850 metros do percurso em  23 minutos e 53 segundos.

Na segunda posição ficou Edna Rodrigues, a atleta do Grupo Desportivo do Estreito ficou a apenas 20 segundos da vencedora, com 24 minutos e 13 segundos. Com 25 minutos e 33 segundos fechou o pódio a atleta do Juventude Atlético Clube, Sónia Martins.

Nos homens, Bruno Silva do Grupo Desportivo do Estreito foi o mais rápido a alcançar a linha de meta, com 19 minutos e 43 segundos. Na segunda posição ficou o atleta do Ludens Clube de Machico, Francisco Luís, com 20 minutos e 16 segundos. No lugar mais baixo do pódio ficou o Veterano 55 da VIP-RC, Raul Mendes, que continua muito rápido, terminando com 20 minutos e 50 segundos.

Nos próximos dias será lançada a edição de 2019, onde a aposta na internacionalização será forte, o feedback daqueles que nos visitaram foi muito positivo e muitos afirmam que vão regressar para o próximo ano, não só pelo evento em sí, mas pelo clima e acolhimento que a Madeira oferece aos visitantes.