CDU denuncia “formas fascistas de sociabilidade” da CMF

A CDU desenvolveu hoje uma iniciativa política no Funchal sobre “as águas do Blandy”. Dizem os comunistas que, “sem nada informar as populações, a Câmara Municipal do Funchal passou a ser gestora daquelas águas que eram propriedade das populações. Esta forma de decidir à margem dos interessados cria aquilo que Edgar Silva referiu como «forma fascista de sociabilidade» da parte da Câmara Municipal do Funchal.

É uma «forma de fascismo social em que a parte mais fraca, vulnerabilizada por não ter alternativa, no contrato estabelecido entre a Câmara e o Blandy, aceita as condições que lhes são impostas pela parte mais poderosa», declarou. Uma forma “despótica” de decidir que configura um regime social que a CDU considera imperioso repudiar.