Na “capital da Europa”, há quem se venda por 5 euros [vídeo]