Padre Giselo Andrade anima convívio das Missas do Parto no Monte com a sua viola

Ao centro do “rebanho”, o padre Giselo anima a convívio pós-Missa do Parto. In Facebook padre Giselo Andrade.

Também na Igreja do Monte, a devoção em torno das Missas do Parto continua inalterável, com o pároco Giselo Andrade e a população a fazerem a festa própria da época, em ambiente de grande confraternização.

A controvérsia à volta dos recentes acontecimentos que implicam diretamente o padre Giselo Andrade, que assumiu a paternidade de uma criança e que levou o Bispo da Diocese do Funchal a afirmar que o sacerdote está em reflexão prolongada sobre o seu futuro presbiteral, não mudaram o figurino habitual das celebrações natalícias no Monte. Paroquianos e padre, a exemplo do que acontece nas demais paróquias da Madeira, cumprem o calendário das Missas do Parto, em homenagem a uma tradição mariana, indiferentes a eventuais críticas. O próprio Padre Giselo “posta” no seu Facebook as imagens do convívio com os paroquianos, sendo mesmo verdade que, alguns têm dado provas de estarem solidários com o seu pároco.

O assunto sobre a decisão a tomar pelo sacerdote Giselo Andrade deixou mais de ser falado nos últimos dias, mas não está esquecido e mais tarde ou mais cedo o próprio Bispo da Diocese será novamente confrontado com o resultado da anunciada reflexão pessoal do sacerdote sobre os caminhos a seguir. Recorde-se que o Bispo do Funchal declarou que, “tudo se perdoa mas a Igreja não aceita uma vida dupla”. Disse também que a opção pelo celibato é livre e, a qualquer momento, pode repensar a sua decisão. Também o próprio Bispo da Diocese sabe que o sacerdote do Monte pretende continuar na paróquia e alega sentir o apoio inequívoco dos paroquianos.

Uma coisa é certa: os últimos acontecimentos em torno do Padre Giselo Andrade não mudaram a vivência das tradições religiosas, mais ativas nesta quadra natalícia, com o pároco a liderar a animação típica das Missas do Parto, com a sua viola.