PPM desconfia da concretização do novo hospital do Funchal

O PPM Madeira disse hoje em comunicado que desconfia da concretização do novo hospital no Funchal. O partido dos monárquicos anuncia que “não vai nessa de parcerias públicas-privadas”. No seu entender, o estado português deve-se comprometer na construção do novo hospital, e o mesmo deve ser cem por cento público, com a qualidade que se exige, tal como na educação. Estes são dois pilares de grande importância de qualquer estado, considera.

“A república tem enormes dificuldades em oferecer aos seus cidadãos pontos essenciais para o futuro do país. As parcerias públicas do bolso dos contribuintes e privados do mesmo bolso apenas irão favorecer alguns poucos”, acusa o PPM. “O que já se gastou em milhões para futebol, obras para Inglês ver e marinas para o boneco que não servem para nada”… Se esse dinheiro tivesse sido investido num hospital, talvez o mesmo “já fosse uma realidade. Até lá, propostas a serem adiadas fora os gastos de estudos por tudo e por nada… algo nos diz que o hospital não passa de uma miragem. Como não podia deixar de ser, só em 2019, em pleno ano de 3 eleições, é que está previsto o começo das obras de santa Engrácia para o novo hospital. Porque será?”