Identificado e detido suspeito de atentado terrorista em Nova Iorque

 

foto divulgada no Twitter

O suspeito do ataque terrorista hoje levado a cabo no principal terminal de autocarros de Nova Iorque foi identificado pelas autoridades como Akayed Ullah, de 27 anos, avançou a BBC, dando conta dos ferimentos que o homem sofreu quando explosivos pouco sofisticados, que estavam presos ao seu corpo, rebentaram numa passagem subterrânea. Quatro pessoas sofreram ferimentos ligeiros.

Um vídeo que está a circular nas redes sociais mostra a explosão e fotos documentam o suspeito caído no chão, com as roupas rasgadas e lacerações no tórax.

De acordo com o mayor nova-iorquino, Bill De Blasio, o indivíduo actuou sozinho.

O governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, disse: “Isto é Nova Iorque. A realidade é que somos um alvo para muitos que desejam fazer um manifesto contra a democracia, contra a liberdade”.

A explosão ocorreu por volta das sete e meia da manhã (12h30 na Madeira), e gerou pânico e fuga das pessoas, como é natural.

Uma testemunha, Alicja Wlodkowski, disse à agência de notícias Reuters que viu um grupo de cerca de 60 pessoas a fugir. Uma delas caiu e ninguém parou para ajudar, devido ao medo.

As estações de metro das proximidades fecharam, bem como o terminal de autocarros da autoridade portuária, que é o maior de todo o mundo, servindo mais de 65 milhões de pessoas por ano.