Região gasta mais de 3 milhões em medicamentos para tratar doentes com SIDA

mário rodrigues
Mário Rodrigues lembra que “a Madeira registou desde 1987, 630 casos por infeção VIH estando cerca de metade assintomáticos.”.

O Governo Regional, através do serviço de saúde, “investe mais de 3 milhões de euros em antirretrovirais, assegurando assim o tratamento e a terapêutica a cerca de duas centenas de doentes, acrescentou Mário Rodrigues, deixando um enfoque na necessidade da sociedade civil estar mais envolvida na prevenção e no diagnóstico precoce”. Este anúncio foi feito pelo médico Mário Rodrigues, assessor do secretário regional da Saúde para os cuidados hospitalares e que, em representação de Pedro Ramos, participou na conferência “Vamos intervir e humanizar”, promovida pela Comissão Regional de Luta Contra a Sida.

“A notificação dos casos tem sido essencial para conhecermos a nossa realidade. O esforço para notificar todos os casos tem permitido registar, actualmente, uma média de 5 a 6 novos casos de SIDA por ano, em contraponto com cerca de 20 novos casos de infeção por VIH”, disse o médico.

A Madeira registou desde 1987, 630 casos por infeção VIH estando cerca de metade assintomáticos. Mais de 80% destes infectados estão vivos, bem como cerca de 60% dos doentes, que desenvolveram SIDA, o que demonstra uma taxa de sobrevida bastante satisfatória em ambas as situações, considerou Mário Rodrigues

Estas taxas relacionam-se com o diagnóstico precoce da infeção ou doença e à administração atempada de tratamento antirretroviral, cada vez mais eficaz.