Seminário “As Boas Práticas na Pesca” amanhã no Caniçal

Tem lugar amanhã, no Museu da Baleia da Madeira um importante seminário sobre as boas práticas de pesca.

Segundo uma nota de imprensa, trata-se de um seminário que irá englobar todos os procedimentos que direta ou indiretamente contribuem para a valorização do produto final, que vão desde as boas práticas ambientais, aos corretos procedimentos de manipulação e conservação do pescado, passando pelo cumprimento das normas da Política Comum de Pesca.

O seminário começa as 9h00 e o seu encerramento está previsto para as 16h00.

Na perspetiva da valorização do pescado, a Direção Regional de Pescas, ciente da importância crescente que as boas práticas desempenham em todo o circuito comercial, entendeu promover este seminário destinado a todos os intervenientes na fileira da pesca, desde o pescador até ao consumidor final.

A designação genérica “Boas Práticas na Pesca” engloba todos os procedimentos que direta ou indiretamente contribuem para a valorização do produto final, que vão desde as boas práticas ambientais, aos corretos procedimentos de manipulação e conservação do pescado, passando pelo cumprimento das normas da Política Comum de Pesca.

Atendendo aos crescentes constrangimentos que se verificam na extração do pescado nos dias de hoje, confinados às quotas disponíveis que se apresentam de ano para ano com restrições crescentes, a única maneira que existe para manter e superar os rendimentos atuais do pescador passa pela valorização do pescado que é capturado.

Será apresentado neste seminário o Manual de Boas Práticas que pretende promover uma maior consciencialização e abertura ao setor produtivo para uma melhoria contínua das suas metodologias, tendo por base a melhor informação cientifica disponível, e que ajudem a reduzir os perigos/contaminações que podem vir a afetar os produtos da pesca.

Muitos destes procedimentos são já prática de alguns operadores pretendendo-se com esta ação que os mesmos sejam alargados aos demais.

O objectivo passa em conjunto com a organização de produtores, com os serviços de Veterinária e com os serviços de Investigação e de Inspeção das Pescas alertar os presentes para a importância das boas práticas na pesca e para o exercício da mesma em conformidade com a regulamentação aplicável em termos da Politica Comum de Pesca como forma de valorização do pescado e do papel que estas atitudes desempenham na valorização destes produtos junto dos consumidores.

As solicitações de pedidos de certificação das pescarias que são recebidas nos serviços da Direção Regional de Pescas para lotes de pescado que são exportados para fora da Região, são prova evidente da crescente consciencialização dos consumidores.

Uma outra forma de valorização do pescado passa pela transformação primária logo após a captura dos tunídeos, envolvendo a evisceração, sangramento e descabeçamento dos atuns, seguida do correto acondicionamento em frio.

Na parte da tarde, será promovida uma sessão prática com a colaboração de um armador da frota local, que procederá à evisceração e descabeçamento de dois exemplares de tunídeos nas instalações da lota do Caniçal.