Centro de Química realiza simpósio sobre aplicações industriais de espécies vegetais invasoras da Macaronésia

O Centro de Química da Madeira (CQM), uma unidade de investigação financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), e sediada na Universidade da Madeira, organiza no dia 3 de Novembro a partir das 8h45 um simpósio dedicado à temática da utilização de espécies vegetais invasoras da Macaronésia para aplicações industriais.
Na sala 0.57, localizada no piso 0 do Campus da Penteada, os vários membros do projecto, oriundos da Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, das Universidade dos Açores e da Madeira, e do Jardim Botánico Canaria Viera y Clavijo – Cabildo de Gran Canaria, apresentarão publicamente os resultados já obtidos no âmbito do projecto e abordarão a temática das espécies vegetais invasoras da Macaronésia e o seu uso para a extracção/produção de fibras para valorização tecnológica.
O seminário é público, sendo de particular interesse para investigadores e empresários interessados na valorização comercial das fibras naturais para a preparação de materiais reforçados e nanocompósitos para usos industriais, informa a organização.
A participação no seminário está condicionada à inscrição prévia em http://bit.ly/ECOFIBRAS_OP e limitada ao número de lugares disponíveis na sala.
Este simpósio insere-se no 2º Encontro do projecto ECOFIBRAS (valorização eco-sustentável de espécies vegetais invasoras da Macaronésia para obtenção de fibras para uso industrial, MAC/4.6d/040), um projecto transregional que engloba as Ilhas Canárias (líder do projecto), Açores e Madeira.

Na ilha da Madeira, o projecto é liderado pelo CQM, tendo como membros da equipa os investigadores João Rodrigues, Helena Tomás e Olga Evdokimova. O objectivo do ECOFIBRAS é a utilização sustentável de plantas invasoras para a produção de fibras industriais para aplicações, por exemplo em materiais compósitos reforçados para a indústria automóvel, nanocompósitos para aplicações médicas e fertilizantes para uso agrícola. Tem a duração de 3 anos (Janeiro de 2017 até Dezembro de 2019) e um orçamento global de 953 607 euros (UMa/CQM: 151 022 euros).