XX Open Internacional de Bridge da Madeira à espera do melhor torneio de sempre com cerca de 400 jogadores

bridge Madeira
O XX Open Internacional de Bridge da Madeira promete ser o melhor de sempre da competição, um “prémio” para a organização que quer manter a qualidade.

O XX Open Internacional de Bridge da Madeira, competição que ganhou prestígio ao longo dos anos e constitui o ponto alto da Associação e da modalidade, realiza-se este ano entre 2 e 13 de novembro, no Hotel Vidamar. A organização está à espera do maior torneio de sempre, em número de jogadores, que deverá rondar os 400. Há surpresas preparadas para assinalar, condignamente, esta vigésima edição.
Miguel Teixeira, o presidente da direção da Associação de Bridge, aponta números que ajudam a perceber a dimensão deste torneio, que além da componente de competição, reúne uma parte social deveras relevante para a promoção turística da Região. Entre o maior número de sempre de jogadores presentes nesta XX edição, contam-se presenças de 25 a 30 nacionalidades diferentes, registando-se, ainda, uma forte participação de praticantes nacionais, além logicamente dos madeirenses, o que atesta, inequívocamente, a dimensão que a prova atingiu sob múltiplos aspetos.
O responsável do clube lembra que esta edição “é um marco importante” e coloca o torneio num patamar de qualidade acima da média. Para o futuro, é cauteloso, diz que a prova atingiu “uma estabilização qualitativa e não pode ser ilimitada, terá que ser mesmo limitada por forma a garantirmos os níveis de qualidade que somos capazes de apresentar dentro dos parâmetros que nos permitam manter uma determinada posição que constitua atrativo”.
Lembra que, na componente turística, as expetativas foram superadas. Explica que “aqui há uns dez anos, as pessoas vinham uma semana, hoje ficam entre 9 dias e duas semanas, o que representa uma importância fundamental em termos de conhecimento da nossa ilha e do ponto de vista turístico e económico. Para isso, também contribuiu os eventos paralelos ao próprio torneio, com provas de bridge mais ligeiras, que possibilitam uma participação mais descontraída, que antecede aquela competição mais exigente que o Open oferece. Este modelo tem sido uma mais valia para os participantes e acompanhantes”.
A competição propriamente dita ocorre em duas partes, uma de pares, outra de equipas. A de pares decorre nos dias 7, 8 e 9 de novembro. A de equipas tem lugar a 10, 11 e 12 de novembro. A entrega de prémios terá lugar no dia 12 de novembro, pelas 19.45 horas e uma hora depois haverá um evento surpresa nos jardins do Hotel.