Reunião “secreta” junta na Quinta Vigia membros de um Executivo que se renova, sob a batuta de Pedro Calado

O Governo Regional da Madeira anda em polvorosa com as anunciadas alterações recentes ao Executivo,  e com aquelas que ainda aí vêm, decorrentes,  tanto quanto é possível aperceber e apurar,  das exigências de Pedro Calado para regressar das actividades que vinha desempenhando no sector privado a um novo protagonismo em cargos públicos,  como vice-presidente do Governo e, mais que isso, uma espécie de supersecretário que acumula pastas muito influentes.

Toda a manhã,  o Executivo regional tem estado reunido na sede oficial da Presidência do Governo,  a Quinta Vigia,  com os novos secretários convidados a renovar o “plantel” governativo, como Paula Cabaço,  a roçar ombros com outros membros do Governo que permanecem, como Humberto Vasconcelos, Susana Prada ou Pedro Ramos.

A reunião iniciou-se e decorreu sem a presença de Miguel Albuquerque,  aparentemente dirigida por Pedro Calado. Os secretários mostravam-se relutantes em ser fotografados, e fugiam rapidamente da objectiva do fotógrafo quando assomavam, volta e meia, às portas ou janelas,  para um breve intervalo ou para atender uma chamada no telemóvel. Os assessores e demais funcionários mostravam-se esquivos. O mesmo se passou com o próprio presidente do Governo Regional,  que entretanto passou pela Quinta Vigia, entrou na reunião e voltou a sair,  partindo na companhia do governante com a pasta da Saúde,  Pedro Ramos,  rumo ao Centro de Saúde de Machico, onde estava prevista uma visita, esta manhã,  às 11 horas.

Como é sabido, há ainda uma série de “agulhas para acertar” no funcionamento deste Governo que agora se renova. E o entendimento parece estar a dar água pela barba. Os jornalistas presentes no local não foram autorizados a fotografar a reunião,  pelo que não há a certeza absoluta de quem está presente e de quem falta. Muito menos são previsíveis declarações no final,  dado o carácter de quase secretismo patente neste encontro.