Rubina Leal promete criar “Sociedade de Reabilitação Urbana”

 

A candidata social-democrata ao município funchalense, Rubina Leal, afirma que vai criar uma “Sociedade de Reabilitação Urbana” para acelerar e agilizar os processos de licenciamento, facilitando os privados e os promotores que querem realizar obras na cidade.

O anúncio foi feito hoje em conferência de imprensa, pela candidata à Câmara Municipal do Funchal, na Rua das Pretas, junto ao edifício da antiga ‘Felisberta’, onde é notório que “mais uma vez a autarquia “não fala a verdade”, no que respeita à reabilitação urbana.

“Aquilo que eu vejo aqui [na Felisberta], é que nesta câmara nem a fachada funciona. Aquilo que nós vemos aqui é uma Câmara de lonas, com mais um anúncio que não foi realizado”, notou, questionando onde foi aplicada a verba de três milhões de euros atribuída à actual edilidade pelo Turismo de Portugal, para a reabilitação urbana.

“Apesar de ter tido três milhões de euros do Orçamento do Turismo de Portugal para aplicar na reabilitação da cidade, gostaria de saber onde foi aplicado esse mesmo valor”, questionou Rubina Leal, referindo que foi a própria CMF que anunciou que iria reabilitar o núcleo histórico de São Pedro, e outros 70 edifícios na urbe.

“É inadmissível que existam processos que estejam há mais de dois anos por despachar na Câmara impedindo o investimento público, impedindo a dinamização da cidade e impedindo a reabilitação do nosso património”, criticou.

Rubina Leal entende que é importante que a população perceba que o actual presidente de Câmara “não fala a verdade”.

Para inverter esta inércia, a candidata social-democrata, vai criar uma via rápida para a reabilitação, através de uma Sociedade de Reabilitação Urbana de forma a agilizar processos de licenciamento e trazer mais dinamismo à cidade e àqueles que querem investir, promete.