Investigadora da Universidade da Madeira conquista prémio

Uma estudante de doutoramento da Universidade da Madeira e investigadora do Centro
de Química da Madeira (CQM), Catarina Silva, conquistou o prémio de melhor “Shotgun Communication”, atribuído no âmbito do III International Symposium on Profiling (ISPROF2017), informa a UMa.
Intitulado “1H NMR Metabolomic Urinary Profile of Breast Cancer”, o trabalho premiado integra-se nas áreas estratégicas em desenvolvimento no CQM (Saúde e Bem-estar e Agroalimentar) e nas actividades de Catarina Silva, bolseira de doutoramento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, sob a orientação dos membros séniores do CQM, professores José Câmara e Helena Tomás.
O júri, composto pelos membros do Conselho Científico e pelos participantes do congresso,
premiou a excelência, a originalidade da investigação e a qualidade da apresentação realizada por Catarina Silva, salienta a UMa.
Em representação do CQM, esteve também presente a investigadora Rosa Perestrelo, com a
comunicação oral, subordinada ao tema “Impact of storage time on furanic derivatives formation in wines”.
O ISPROF2017 é um congresso bienal, este ano decorrido na Costa da Caparica, de 4 a 7 de
Setembro, com o objectivo de discutir e apresentar os avanços mais recentes na área do profiling (recolha de informação multivariada para identificação, caracterização e resolução de problemas científicos) e as suas aplicações presentes e futuras. Nesta edição, foi abordado o profiling no campo das ciências da vida, das ciências ambientais e da ciência alimentar, como também de estatística e bioinformática.