Cavalos e cavaleiros medievais associaram-se ao Festival de Colombo

Fotos DR.

A ilha do Porto Santo vive, por estes dias, um ambiente medieval dada a recriação proporcionada pelo Festival de Colombo.

E, este ano, com algumas novidades introduzidas no Programa, entre as quais o espetáculo de cavaleiros e cavalos que marcou, ontem, o arranque do segundo dia.
Novidades que, segundo explica a Diretora Regional do Turismo, Katia Carvalho, “pretendem enriquecer o evento mas, também, afirmar a sua diferença e autenticidade, com elementos que reforçam os usos e costumes daquela época”.
Elementos que sustentam, na opinião da Diretora Regional, “toda a recriação histórica e cultural levada a cabo, dando-lhe uma outra vivacidade que contagia as pessoas e faz com que haja ainda maior participação”.
Paralelamente, sublinha, o espaço que foi criado para as crianças “resultou na perfeição e veio dar uma resposta que muitos pais procuravam, em anos anteriores, fazendo com que também os mais pequenos se sintam envolvidos na festa”.
E foi em Festa que prosseguiu o Festival, no segundo dia, com grande animação à mistura.
Os espetáculos teatrais e musicais alegraram os presentes, com a gastronomia típica da época a marcar pontos e a conquistar as atenções, numa procura que satisfaz Katia Carvalho.
“Depois da moldura humana a que assistimos, ontem [anteontem], por ocasião do desembarque de Cristóvão Colombo, é gratificante ver que, hoje [ontem], a procura pela festa continua e se reforça, o que revela que as pessoas estão a aderir e se revêem neste Festival”, sublinha a Diretora Regional, acrescentando que é “com base e graças à população e às opiniões que nos chegam que este evento tem crescido, tem ganho notoriedade e irá continuar a crescer, nos próximos anos”.
Recorde-se que o Porto Santo recebe o Festival Colombo com a melhor taxa de ocupação de sempre, situada nos 94%, mais 10 pontos percentuais que em 2016.
A Festa termina hoje, com espectáculos diversos e muita animação itinerante.