JPP inaugurou sede de campanha no Caniço com promessas para a localidade

O partido ‘Juntos pelo Povo’ inaugurou hoje no Caniço a sua sede de campanha. Filipe Sousa, líder do JPP e candidato à edilidade santacruzense, salientou na ocasião a “política de proximidade” que, afirmou, marcou o seu mandato, e garantiu que essa orientação é para continuar.
O mesmo objectivo foi referido por Milton Teixeira, candidato à Junta de Freguesia do Caniço, que se comrometeu, caso seja eleito, a estar na junta a tempo inteiro, a alargar o horário de atendimento e a descentralizar esse mesmo atendimento nas Eiras e na Assomada.
Filipe Sousa, pelo seu lado, mostrou-se satisfeito com o trabalho realizado durante os últimos quatro anos à frente da autarquia, referindo que o que foi feito foi conseguido com muito esforço e numa situação de extrema dificuldade financeira, da qual a autarquia começa agora a recuperar.
“O nosso trabalho está à vista de todos, está a servir o povo deste concelho, mas também está a incomodar aqueles que durante mais de trinta anos poderiam ter feito muito e nada fizeram e agora prometem  fazer o que nunca fizeram”, salientou.
O candidato criticou, por isso, os “obreiros da dívida” que o JPP herdou e que “prometem o que tiveram décadas para fazer e não fizeram” e agora querem censurar, com queixas para a CNE, o trabalho que está a ser feito. “Mas o povo acredita em nós”, asseverou.
“Ainda hoje, em Gaula, uma senhora dizia-me que não acredita que o Filipe Sousa esteve a arrumar a casa e a fazer a cama para aqueles que destruíram as finanças do concelho virem agora se deitar”.
Filipe Sousa disse que se o JPP foi capaz de fazer o que fez com dificuldades financeiras, o que não será capaz de fazer agora que tem a casa arrumada.
Milton Teixeira disse, por seu turno, que o que ele e equipa prometem para o Caniço “não é fazer estradas, escolas e ciclovias, como alguns erradamente prometem, porque essa não é a função de uma junta de freguesia, mas sim resolver os problemas da população, estar na linha da frente das suas reivindicações e realizar aqueles trabalhos que são da nossa competência na limpeza urbana, fontanários, abrigos de passageiros e apoio social”. O candidato prometeu ainda criar um órgão consultivo da juventude na Junta de Freguesia, por forma a responder, mais rapidamente, aos anseios dessa faixa etária.