Madeirenses desesperam em Lisboa com voos cancelados para a Madeira e criticam duramente a TAP

Este é o ambiente que se vive no Aeroporto de Lisboa, com os passageiros à espera de regressarem à Madeira. Fotos FN.

Os ventos cruzados que são cada vez mais frequentes no Aeroporto Internacional da Madeira voltam a provocar cancelamentos de dezenas de voos e atrasos significativos de outros. Os passageiros estão profundamente descontentes não só com os atrasos mas sobretudo com a forma como têm vindo a ser tratados pelas companhias aéreas, evidenciando não saberem lidar com uma situação que é cada vez mais recorrente.

Um grupo de madeirenses, que devia chegar à Madeira ontem à noite, continua em Lisboa à espera de viagem para o Funchal e lamenta o tratamento que a TAP tem dado aos clientes de longa data. O próprio grupo, residente no Funchal, contactou o Funchal Notícias, remeteu imagens da confusão na aerogare em Lisboa e não esconde o seu descontentamento perante os serviço. “Estamos habituados a viajar sempre pela TAP mas a forma como esta companhia tem gerido esta situação junto dos passageiros é de terceiro mundo. Nunca imaginámos que a TAP trataria os seus clientes desta maneira. Não há informação, deram-nos uma manta e uma almofada para pernoitar no Aeroporto e continuamos a aguardar pelo regresso à nossa terra, sem saber como e quando. É confrangedora a falta de informação e de bom trato junto dos passageiros que viram a sua vida totalmente alterada com estes atrasos”.

São muitas as famílias que se fazem acompanhar das suas crianças, e que viajaram até ao Funchal, mas apesar das tentativas das aeronaves para aterrar ontem na Madeira, os aviões divergiram ora para Porto Santo ora para Lisboa, causando evidente pânico junto dos passageiros, sobretudo das crianças, até porque não havia informação.

Dezenas de voos foram cancelados mas, neste momento, o Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo está aberto, embora com uma operação muito condicionada devido aos ventos que sopram a 80 kms à hora.

Nas tabelas de partidas e chegadas, há um ou outro voo internacional a sair e a chegar e muitos previstos.

O vento intenso vai continuar a soprar, o que não favorece a vida nem aos passageiros nem às companhias. Um problema a afetar com cada vez mais regularidade o Aeroporto da Madeira e que deverá merecer um outro tipo de intervenção por parte das autoridades competentes, mesmo sabendo que ninguém controla a natureza.