Câmara Municipal do Funchal anuncia embargo parcial da obra do Savoy

Imagens 3D de como ficará a obra, ora embargada, na Rua Imperatriz Dona Amélia. Fotos Arquivo FN.

*Com Rui Marote

A Câmara Municipal do Funchal deliberou o embargo parcial das obras do Savoy, no que respeita às alterações feitas na Rua Imperatriz D. Amélia.

A vereação chefiada por Paulo Cafôfo informa a comunicação social, num comunicado há pouco divulgado, que a decisão do embargo resultou de uma ação de fiscalização municipal, tendo as alterações ao projeto inicial ditado a interrupção destes trabalhos. No entanto, a empreitada de construção do Hotel Savoy Palace, virada para a Avenida do Infante, prossegue.

Eis o teor do comunicado da CMF remetido à comunicação social: “Após visita de fiscalização à obra denominada de “Savoy Palace”, ocorrida a 11 de agosto, com a finalidade de confirmar o executado em relação ao projeto, e após a análise do relatório produzido pela Divisão de Fiscalização Municipal, a Câmara Municipal do Funchal informa que foram detetadas alterações executadas em desconformidade com o projeto aprovado, tendo sido executado o embargo parcial das obras até regularização final do procedimento”.

Simulação da obra final na Imperatriz D. Amélia. Fotos Aquivo FN.

Recorde-se que, este embargo já tinha sido noticiado a 16 de agosto pelo blogue “Fénix do Atlântico”, referindo que faltou à CMF solicitar oportunamente  à Direção Regional do Turismo o parecer vinculativo sobre as alterações ao projeto inicial que se reportam ao acrescento para o lado da Imperatriz D. Amélia. A CMF confirma o embargo mas não precisa mais pormenores nem a área exata relativa ao embargo, apesar das tentativas do FN apurar mais dados sobre este assunto, ao longo desta semana, junto da autarquia.Também é certo que a tragédia no Monte alterou a agenda dos autarcas e governo que estão a braços com outras solicitações.

Imagem colhida por Rui Marote em Fevereiro deste ano, quando começavam os trabalhos na Rua Imperatriz Dona Amélia, hoje com outro avanço. Foto Arquivo FN.

A 27 de fevereiro deste ano e com base nas imagens de Rui Marote, que tem acompanhado fotograficamente a obra a par e passo, a Rua Imperatriz D. Amélia seria revitalizada no âmbito desta construção do Savoy.  Do projeto de alterações consta sobretudo a revitalização da área comercial da histórica rua com restauração e lojas comerciais.

Mais se relembra que, em anterior reportagem, o FN divulgou: “Tudo aponta para que dentro de uma semana a Rua Imperatriz D. Amélia, no Funchal, volte ao seu traçado original, depois de uma temporada de alterações impostas pela construção do Hotel Savoy Palace.

A zona comercial será revitalizada na mesma Rua, conforme imagem 3 D. Fotos Arquivo FN.

Segundo o FN conseguiu apurar, aquele arruamento está prestes a ganhar a sua antiga forma, assim que terminarem as intervenções técnicas levadas a cabo na construção de um viaduto que ligará a nova unidade hoteleira aos antigos jardins do Savoy, na parte sul da rua”.

Passados alguns meses, os trabalhos prosseguem avançados, mas agora interrompidos por ordem da CMF.

O FN volta a divulgar as imagens em 3D que dão conta de como ficará construída esta área ora embargada, caso os trabalhos sejam  retomados após o deferimento do projeto de alterações.

Imagem 3D de como ficará a intervenção noutra área, na Rua Favila e Boulevard. Fotos Arquivo FN.