Prédio inacabado: Nem apartamentos nem Centro Cívico no Paul do Mar

Fotos Funchal Notícias.

Continua o impasse que dura há mais de 10 anos por causa de um prédio embargado pela Câmara da Calheta no Paul do Mar.

A estrutura está ‘no ar’ desde 2006 mas a obra inacabada na marginal da freguesia não deixa ninguém indiferente.

A população local já aprendeu a conviver com o ‘mamarracho’ e com as perguntas dos turistas e curiosos. As respostas, essas são difíceis de dar.

A situação já é do tempo em que ainda era presidente da Câmara, Manuel Baeta.

No verão de 2009, a autarquia chegou a ponderar aproveitar o empreendimento privado edificado paredes meias com as bancadas do campo de futebol para ali instalar um Centro Cívico, reunindo ali sedes de instituições públicas dispersas pela freguesia como a Casa do Povo, Centro Social, Banda Municipal local e Junta de Freguesia.

Contudo, o projeto ficou em águas de bacalhau.

Ainda hoje os populares contactados pelo Funchal Notícias dizem que o prédio foi embargado por ter um andar a mais. Contudo, sabe-se que o que esteve na origem do embargo foi a edificação não respeitar o projecto inicialmente aprovado, e não necessariamente quanto à cércea.

Uma coisa é certa, o ‘mamarracho’ e a eternização de uma solução para a situação de facto existente têm um forte impacto na paisagem.