“Ribeira Brava em Primeiro” candidata Marco Martins à Junta da Ribeira Brava

Foto DR

Marco Martins, técnico de manutenção e reparação é a aposta do movimento independente  “Ribeira Brava em Primeiro” à Junta de Freguesia da Ribeira Brava.

Marco Martins começou a trabalhar aos 13 anos de idade e hoje é colaborador da SONAE.

Natural da freguesia da Ribeira Brava, onde nasceu há 37 anos, desde cedo conhece a palavra empenho e dedicação. É reconhecido pela sua capacidade de trabalho. Foi presidente da Juventude Popular da Ribeira Brava.

É líder da bancada municipal do CDS-PP na Assembleia Municipal da Ribeira Brava, tendo sido o parlamentar com maior índice de produtividade e mais propostas apresentadas, entre as quais: proposta de recomendação de criação do Espaço do Cidadão e Loja do Munícipe, aprovada por maioria; recuperação e requalificação das antigas escolas primárias da Ribeira Brava, aprovada por maioria; beneficiação e pavimentação das ruas e caminhos da rede viária municipal, aprovado por unanimidade.

Conclusão da estrada da Meia-Légua de Cima e Meia-Légua de Baixo, aprovada por unanimidade; proposta para criação do Parque de Merendas e Lazer da Ribeira, aprovada por maioria; recuperação, requalificação e sinalização das veredas da Cabouco e Pomar da Rocha, aprovada por unanimidade; proposta de construção de uma rotunda na intercepção da Rua dos Dragoeiros com a rua de acesso ao Centro de Saúde da Ribeira Brava e a VE 3, aprovada por maioria foram outras das sua propostas.

Marco Martins faz-se acompanhar neste projecto por uma equipa que congrega um misto de juventude e experiência, tendo o mais novo 18 anos e o mais velho 60 anos.

Outro factor relevante: a equipa é composta por naturais dos diferentes sítios da freguesia, com diferentes graus académicos ou técnicos, conhecedores das potencialidades de cada localidade mas também das necessidades das populações.

Eis o projecto a sufragar:
A prioridade são as pequenas obras de proximidade. Tais como: caminhos, veredas, levadas. São obras importantes para garantir segurança, mobilidade e acessibilidades às populações cada vez mais envelhecidas da freguesia. Concretizar a obra de ligação entre dois ícones do centro da freguesia: o Farol e o Miradouro, permitindo aos residentes e visitantes acederem a um lugar panorâmico, de onde podem desfrutar da beleza da freguesia.

Influenciar as entidades regionais no sentido de cobrir com buganvílias a ribeira que atravessa toda a freguesia, fazendo desta obra um postal do concelho.

Dinamizar o centro da Ribeira Brava, projecto que passa por auscultar e envolver todos os interessados, comerciantes, entidades e população, no sentido de devolver vida e animação àquele espaço.