Porto Santo: obras mesmo “em cima” do Verão

 

Fotos DR
Rui Marote
No Porto Santo, tradicionalmente, tudo decorre sem pressas. Apetece recordar o saudoso José Lino. O Portosantense jogava e um adepto gritava: “Corre… corre… depressa!” Mas o dirigente do clube respondia, tranquilamente: “Para quê tanta pressa? Vai jogar domingo outra vez…”
Esperou-se pelo Verão para, na ‘Ilha Dourada’, criar-se um espectáculo de obras. Sem comentários… Não contestamos as obras no cais. Contestamos, isso sim, a espera pela terceira semana de Julho para começarem, mesmo em cima da época alta…
É bem visível nas fotos como os veraneantes têm menos espaço para passear numa zona que é ex-libris, junto à praia.
Também junto à praça onde há uma escultura mais conhecida como “pau de sabão”, a Câmara Municipal, em altura de pré-campanha eleitoral, constrói uma casa de banho junto ao parque infantil. Esqueceu-se a autarquia que ao longo da praia não se encontra uma única casa de banho pública… São 9 km sem… nada.
Já “casas das lanchas”, há-as para todos os gostos, algumas com rés-do-chão e primeiro andar. Quem controla esta situação, herdada de tempos quase imemoriais? Não sabemos. Enfim, resta-nos aguardar por mais ameaças de processos por calúnia…