Funchal tem trinta novos oleões nos ecopontos da baixa

De acordo com uma nota de imprensa da Câmara Municipal do Funchal, a autarquia instalou, este mês, três dezenas de novos oleões públicos nos ecopontos da baixa da cidade. Estes equipamentos vêm multiplicar os locais de deposição de óleos alimentares usados para todos os munícipes, um tipo de resíduos em relação aos quais as pessoas ainda se deparam com dificuldades para proceder a uma deposição selectiva correta. É nessa sensibilização que a edilidade pretende investir.

O Município do Funchal tinha ao dispor da população, até agora, cinco oleões para a deposição de óleos alimentares usados e, no ano de 2016, foram recolhidos 910 kg deste tipo de resíduos. Estes foram agora renovados, com a instalação de 30 novos oleões, num reforço significativo desta recolha selectiva, com o intuito de que os munícipes adquiram o hábito de depositar os seus óleos alimentares usados de uma forma correta, sustentável e amiga do Ambiente.

Até ao fim de Setembro, a autarquia tem em curso a “Campanha de Recolha de Óleos Alimentares Usados – Por uma Causa Ambiental e Social”, em parceria com a Óleotorres e o Grupo Sousa, e que tem como objectivo mobilizar os funchalenses para este tipo de reciclagem de resíduos e, ao mesmo tempo, apoiar uma causa social. Neste caso, a quantidade de resíduos recolhidos será convertida num apoio financeiro que será atribuído à Fundação Cecília Zino, uma instituição de Solidariedade Social do concelho que apoia crianças desfavorecidas.

A Câmara do Funchal salienta que a campanha é um primeiro passo para envolver a população e chamar à atenção para a importância deste tipo de recolha, sublinhando esta conjugação de vontades, que alia duas causas tão essenciais, como a ambiental e a social. Apela-se, por isso, a toda a população para que participe e deposite estes resíduos nos oleões da cidade, também porque, quanto maior for a quantidade de resíduos recolhidos, maior será a ajuda à Fundação Cecília Zino.