Combustível na Marina do Funchal chega dois dias depois

gasolina Marina
Camião chegou há pouco para regularizar a falta de combustível que já durava há dois dias. Foto Rui Marote

Rui Marote

A bomba de abastecimento situada na Marina do Funchal, esteve sem combustível durante dois dias, mas há poucos momentos chegou o camião para reabastecimento, na sequência da regularização de pagamentos em atraso, segundo o FN apurou. A concessão do espaço é do Clube Naval e do CTM.

A situação que provocou um grande transtorno para o apoio às embarcações, não só aquelas que pertencem a visitantes, mas as que diariamente têm a sua intervenção no apoio a diversas atividades naúticas.

Perante a inatividade da bomba, a solução que as pessoas têm encontraram doi o abastecimento de combustível das bombas de gasolina do Funchal, trazendo em pequenos bidons, o que é perigoso e ilegal.

A chegada do reabastecimento regulariza, assim, uma situação que os utentes da Marina esperam seja pontual, uma vez que tanto para o normal funcionamento das atividades e serviço prestado, como em matéria de segurança, é uma situação “difícil de compreender”.